Meia Irmã & Meia Verdade

Meditação do dia 19/08/2018

 E, na verdade, é ela também minha irmã, filha de meu pai, mas não filha da minha mãe; e veio a ser minha mulher; e aconteceu que, fazendo-me Deus sair errante da casa de meu pai, eu lhe disse: Seja esta a graça que me farás em todo o lugar aonde chegarmos, dize de mim: É meu irmão.”  (Gn 20.12,13)

 Meia Irmã & Meia Verdade – Duas meias verdades podem não constituir uma verdade inteira; ao contrário, duas meias verdades podem se tornar numa grande mentira. Abrão e Sara lançaram mão de um argumento lógico e racional de meias verdades para validarem um comportamento totalmente errado. No Brasil se discute muito sobre aspectos legalmente corretos, mas moralmente inaceitáveis. Nossos fóruns estão abarrotados de processos de ações legais, que são uma indecência do ponto de vista moral e espiritual. Nossas igrejas não estão alheios a isso, tanto no âmbito administrativo local quando nos convencionais. Artifícios legalmente amparados pelos estatutos e regimentos, possibilitam manobras e corroboram para atitudes pecaminosas, injustas ou manipulativas. O que Abraão dissera para faraó anos antes e agora para Abimeleque, rei dos filisteus, tinham um fundo de verdade, por de fato Sara era sua irmã por parte de pai e eles se casaram e quando era conveniente eles em comum acordo usavam o artificio de dizerem uma meia verdade, para justificar a ação. Quando o perigo passava, então eles voltavam a acionar o mecanismo que validavam a segunda verdade, que agora era a verdade verdadeira. No fundo, isso é manobra! É manipulação de fatos para proveito próprio. Já vi muitas manobras em Assembléias de igrejas e de convenções que causam nojo. Essas mesmas pessoas estando no outro lado de uma situação semelhante eles não aceitariam aquilo ser conduzido daquela forma. São dois pesos e duas medidas. É Claro que Deus abomina isso. Dois pesos diferentes e duas espécies de medida são abominação ao Senhor, tanto um como outro (Pv 20.10). Na legislação dada a Israel no deserto, isso foi princípio legal institucionalizado por Deus  com resultados e consequências sérias. Peso inteiro e justo terás; efa inteiro e justo terás; para que se prolonguem os teus dias na terra que te dará o Senhor teu Deus. Porque abominação é ao Senhor teu Deus todo aquele que faz isto, todo aquele que fizer injustiça (Dt 25.15,16). Essa atitude de pesos e medidas diferentes ou a manipulação da verdade, tem versões cristãs e ministeriais amplamente difundidos e aceitos nos círculos e arraiais, onde os líderes no topo da pirâmide podem tudo e proíbem tudo e não permitem voz e qualquer reação dos subalternos, e tudo isso travestido de “ungido do Senhor” que não pode ser tocado, sob pena de maldição ou serem punidos por rebelião. Isso em muitos casos para esconder imoralidade de baixo nível, desvios financeiros, abusos sexuais, adulteração e fraude documental, falsidade ideológica e só Deus sabe mais o que. Quando são descobertos ou alcançados pela justiça, alegam perseguição e outras pechas, para salvarem suas reputações. Amados, assim como Deus livrou Abraão e Sara, nessas ocasiões, também ele teria dado livramento e proteção se tivessem agido de forma correta e crido na providencia divina. Jacó teria herdado a primogenitura, com o seu aquela manipulação dele e da mãe contra Isaque e o irmão Esaú. O mesmo acontece hoje comigo, contigo e com todo o povo de Deus. Articularmos meios engenhosos e disfarçados de verdade e justiça para colher resultados favoráveis não muda o princípio e a essência da ação. O erro e o mal sempre mal e errados, não importando a justificativa que lhe dermos. Algo certo e lícito, em dadas situações podem se tornarem erradas e más; mas algo errado, nunca, em lugar nenhum, por motivo algum se tornará certo e bom.

 

Senhor, obrigado por ser luz e sem treva alguma. Em ti não meias palavras e meias verdades. Justo és em todos os teus caminhos e santo em todas as tuas obras. Isso é o teu testemunho para com os teus filhos. Somos gratos por isso e desejamos crescer e ser santos e perfeitos em Cristo, assim como é santo aquele que nos chamou. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s