A Circuncisão de Ismael

Meditação do dia 11/10/2018

 “E Ismael, seu filho, era da idade de treze anos, quando lhe foi circuncidada a carne do seu prepúcio.  (Gn 17.25)

 A Circuncisão de Ismael – A circuncisão foi instituída por Deus nesse pacto com Abraão e servia como sinal aliança. Por mais curioso que possa parecer, havia um simbologismo muito forte por trás de tudo isso. Era uma aliança que envolvia posteridades, seria geracional em sua essencia. A validade dela estava na virtude de se gerar filhos para que nascessem dentro dessa aliança e assim uma nova geração estaria garantida e sucessivamente. Como todo elemento masculino tinha que passar por esse ritual, isso não passava desapercebido, pois os pais tinham que praticar, mas também explicar o por que de tal prática. Assim sendo, o próprio ritual garantia a sua perpetuação e o compromisso de novas gerações comprometidas. Para eles era um corte físico, cirúrgico testemunhado pela família em todos os seus bebês, mas que na vida adulta ficava reservado para a intimidade da própria pessoa. Gosto de pensar nisso como nas experiências que precisamos ter com Deus, ainda que sejam públicas e testemunhadas por muitas pessoas, como a igreja, a comunidade familiar e social, mas a verdadeira validade de tudo isso, fica reservada para o íntimo de cada um. Aquilo que carrego no meu coração é conta. As aparências podem ser notáveis, mas o secreto do coração é que diz a verdade. Na oração muito íntima e sincera de Davi, na confissão de seu pecado a Deus ele declarou com muita propriedade: Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria (Sl 51.6). Para a conveniência humana existe a verdade, a verdade verdadeira, a meia verdade, a verdade da boca prá fora… mas Deus ama a verdade no íntimo e ponto. Na Nova Aliança, a circuncisão física foi substituída por uma ação espiritual de alcance e profundidade tão íntima e pessoal que absorve todo o simbolismo daquilo estabelecido com Abraão e uma vez que lá visava o futuro e uma dinâmica espiritual, agora isso é tão real quanto o era o ato físico de cortar a carne no passado. Paulo ensinou nos seguintes termos: Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne (Fp 3.3). Escrevendo aos romanos, (desculpe a redundancia) ele foi mais cirúrgico ainda: Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne. Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus (Rm 2.28,29). A palavra judeu aqui, pode ser trocada sem prejuízo da espiritualidade por “crente, cristão, fiel, nascido de novo, filho de Deus.” A palavra circuncisão da mesma forma pode ser trocada por “conversão, espiritual, consagrado.” Lá era um corte, que simbolizava o que deveria haver no coração, no espírito; pois alguém vendo ou não, sabendo ou não, a pessoa saberia. Hoje, pode se criar uma apresentação física para ser vista, mas o que tem validade diante de Deus é o que está por dentro, onde somente ele e a pessoa podem aferir. Ismael, Abraão e todos da turma lá foram circuncidados no mesmo dia da instituição do ritual.

 

Graças, pai, por conhecer os nossos corações e o que é de verdade lá dentro. Podemos falar, demonstrar na camiseta, no adesivo no carro, na fachada do prédio da igreja, nos objetos de decoração de casa, mas o Senhor olha para o coração e para o verdadeiro significado do que foi pedido. Só em Cristo podemos contemplar a profundidade de tudo isso, e assim oramos pedindo a revelação da verdade no nosso íntimo. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s