Salvo Por UM Trizz

Meditação do dia 12/12/2018

 “E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho;”  (Gn 22.10)

 Salvo por um trizz! – Jovens gostam de viver perigosamente e arriscar não é problema para eles. Também há muitos adultos que gostam de adrenalina e se deliciam nos esportes e algumas práticas extremamente radicais. Não podemos pensar o mesmo de Isaque, que se passa mais por um filhinho de papai rico e criado com todos os mimos e privilégios que eram possíveis nos seus dias. A criação e a educação do jovem estava sendo cuidadosamente preparada para que ele sempre tivesse as melhores condições de vida e saúde e viesse a ser um próspero fazendeiro e pai de muitos filhos, o que lhe garantiria a comprovação da bênção de Deus e a ratificação das promessas e alianças feitas com Abraão. Mas agora ele estava com amarrado sobre um altar e pronto a ser vitimado como uma oferta ao Deus Altíssimo. Os argumentos do seu pai foram não só convincentes, como por questão de obediência e submissão paternal, ele se dispôs a acreditar naquilo que seu pai cria. Abraão estava convicto e determinado a obedecer as instruções recebidas de Deus; não haveria nenhuma razão para postergações e também isso só aumentaria o seu sofrimento e também de Isaque. Aquilo que tinha que ser feito, precisava ser feito. Isso é diligencia! Nos tempos de seminário, com uma comunidade de americanos, pontuais, rígidos e rigorosos com essas questões, a gente brincava com as filosofias dos dois povos: os gringos do tio Sam, o que tem que ser feito hoje, será feito hoje. Os tupiniquins já pensam que aquilo que precisa ser feito hoje, pode ser deixado para amanhã, quem sabe depois não precise mais ser feito! Brincadeiras à parte, com Deus não existe isso e não é aceito violação de suas ordens; ele é Senhor e espera obediência irrestrita e imediata. Não é de se admirar que os dois (O Senhor e Abraão) se deram tão bem. Assim que recebia instruções ele já estava à caminho da obediência e pronto a agradar. Acredito que nossa cultura latina, que tem sangue quente e emoções em alta voltagem é bastante complacente com decisões que não sejam exatamente aquilo que pretendemos. Veja entre os cristãos, tantos pedidos de confirmações da parte de Deus, que alguns chegam bem perto do ridículo; com se o Senhor não tivesse muita certeza do que disse. Admiro a obediência imediata de Abraão, pois particularmente nessa situação, estando com o coração acelerado pela dramaticidade do momento, a importância do feito e com certeza a mente racional buzinando o tempo todo contra a verdade do coração e no micro espaço de tempo entre levantar o cutelo e desferir um golpe único e mortal, ele teve sensibilidade para ouvir a voz do Anjo do Senhor. Ficar quieto e calma, ajoelhado num lugar silencioso e tranquilo, onde até a respiração parece fazer muito barulho é uma condição bem ideal para ouvir a voz de Deus e receber instruções importantes. Mas nas condições em que estavam, um ancião após uma jornada de três dias de caminhada, uma subida até um local designado no monte Moriá, a arrumação e montagem do altar, a conversa com Isaque e o gran finale… Abraão sabe um pouquinho daquilo que o coração paterno de Deus passou para ver a redenção em funcionamento perfeito e alcançando vidas e mais vidas. Mas e o outro lada moeda, como estava o coração de Isaque, sendo ali colocado como vítima inocente e que significado teria aquilo tudo? Ver o rosto do pai, de baixo para cima, com a morte rondando aquele altar!!! Por mais sereno, obediente e convicto que Isaque estivesse, ainda assim ele era um garoto e como tal, a vida era preciosa demais para terminar daquele jeito. Não era confortável estar deitado sobre a lenha, não tinha como parar para se ajeitar, não tem como voltar atrás, ali era o fim mesmo. Me permitam viajar aqui e ver Abraão abaixando o cutelo, soltando o no chão e abraçando o filho, ambos aliviados e a primeira pergunta de Isaque seria: “O senhor sabia que ia ser assim?” Quantas lições para nossos corações! Os planos de Deus não podem ser frustrados, nem devemos tentar fazer isso!

 

Senhor, graças por mais um dia e uma oportunidade de estar no teu altar renovando a nossa consagração ao Senhor. Obrigado, em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s