O Direito Prevalecente

Meditação do dia 26/12/2018 

 Porém Abraão deu tudo o que tinha a Isaque; Mas aos filhos das concubinas que Abraão tinha, deu Abraão presentes e, vivendo ele ainda, despediu-os do seu filho Isaque, enviando-os ao oriente, para a terra oriental.”  (Gn 25.6,6)

 O Direito Prevalecente – Meditar na Palavra de Deus e tirar lições que edificam a alma e o coração, é exercício agradável mas exige certos cuidados para não sair da extração de alimento genuíno e partir para crítica textual ou ver a história antiga com olhos críticos e mentalidade atual; isso pode fazer muito mal e azedar as relações. A cultura se fundamenta em determinados valores que fazem sentido para quem os vive, mas difíceis de serem absorvidas por estranhos. Assim também quando olhamos para determinadas práticas culturais dos povos antigos e como são personagens da Bíblia, são nossos exemplos de fé e algumas coisas não fazem mais sentido para nós, especialmente ocidentais. Mas seguimos os princípios que são eternos e imutáveis tal qual o Senhor Deus a quem eles serviram e nós também. Ao me deparar com esse texto e essa ação de Abraão em relação a Isaque e outros filhos que ele veio a ter, me remete em conexão direta com uma passagem do Novo Testamento e dito exatamente por Jesus, que aí torna a coisa mais interessante. Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre (Jo 8.35). Não estou aqui fazendo uma afirmação que o pai Abraão, tratou os demais filhos como se fossem servos ou coisa parecida; mas a minha linha de pensamento está no fato do direito legítimo de Isaque, como herdeiro da promessa de
Deus a Abraão e que isso abrangia as alianças que continham potenciais incalculáveis que iriam se revelando passo a passo à medida que o tempo e as gerações fossem sendo desenvolvidas e confirmadas, até atingir o ápice, que seria a pessoa de Cristo e sua obra perfeita na cruz e tudo mais como conhecemos por Plano de Redenção. Abraão deu presentes, bens e certos favores aos demais descendentes, mas a pureza da linhagem e a possibilidade dela se desenvolver seguindo os princípios de Deus, sem risco de contaminações por parentescos de outras correntes culturais. Abraão via um projeto de vida para Isaque que a maioria de nós ainda hoje não vê e não entende; assim ele agia com tal determinação que antecipava eventos que só alguém com profundidade espiritual seria capaz de perceber. Em matéria de investimento financeiro, há uma máxima que afirma que “ausência de evidencia, não é evidencia de ausência.” Espiritualmente isso se aplica aos fatos de que se não vejo ou não sei algo, isso não significa que aquilo não exista, ou não seja verdade. Há verdades e princípios espirituais que as pessoas cristãs negligenciam, abandonam ou não valorizam porque de fato não entendem ou não tiveram uma verdadeira iluminação espiritual sobre aquilo. Verdadeiras revelações, só as alcançamos pela ação do Espírito Santo e de fato, ele não se manifesta e traz grandes coisas para quem não está interessado ou não está buscando um grau maior de intimidade. Esta é uma verdade do Salmo 25.14 O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança. Ao invés de olharmos para os fatos com olhos de quem está vendo apenas discriminação e parcialidade da parte de Abraão, que por extensão seria também de Deus, o que nos poria em contemplação negativa, “Será que Deus não vai preferir A ou B? e eu não sei em qual lado estou, mas posso ficar de fora. Não, não se trata de nada disso. Direitos adquiridos em Cristos e pela fé, podem ser retirados, somos filhos e herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo. Fique firme!

 

Obrigado Pai, por tua maravilhosa maneira de cuidar dos filhos e da herança, sem preterir um ao outro. Em Cristo somos amados, aceitos e acolhidos igualmente. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s