Edificar o Altar

Meditação do dia 26/01/2019 

Então edificou ali um altar, e invocou o nome do Senhor, e armou ali a sua tenda; e os servos de Isaque cavaram ali um poço.”  (Gn 26.25)

 Edificar  o Altar – Altar tem tudo à ver com o centro da nossa vida espiritual. Pois altar e adoração estão intrinsicamente ligados. Quem edifica um altar, o faz com o propósito de adorar ou no mínimo demarcar seu território de fé e apontar a direção em que está o seu culto. Os israelitas peregrinos do êxodo, assim que tomaram posse da Terra Prometida e concluíram a fase de conquista de territórios, ficando parte deles também aquém dos Jordão. Eles presumiram que no futuro poderia haver algum problema de relacionamento entre as tribos e a turma do outro lado alegar que o Jordão seria o limite da Terra Prometida por Deus e assim, além de causar um cisma, poderia desestimular a adoração a Jeová e aparta-los de Deus. Para evitar isso, construíram um altar, uma réplica do altar do tabernáculo, para servir de testemunho. Isso quase provocou uma guerra civil, até que tudo ficou esclarecido. “Mas para que, entre nós e vós, e entre as nossas gerações depois de nós, nos seja em testemunho, para podermos fazer o serviço do Senhor diante dele com os nossos holocaustos, e com os nossos sacrifícios, e com as nossas ofertas pacíficas; para que vossos filhos não digam amanhã a nossos filhos: Não tendes parte no Senhor” (Js 22.27). Veja bem, que ainda que a intenção do coração seja pura e correta, as pessoas podem ter uma interpretação diferente apenas pelas aparências e isso produzir problemas e dificuldades. Isso nos diz que tanto as nossas ações como as nossas motivações precisam ser transparentes e a boa comunicação pode fazer bondades. Já faz muitos anos que li um artigo numa revista cristã, cujo título era: “As nossas escolhas revelam o nosso caráter.” Essa verdade, persegue-me por todos esses anos e minha corrente ideológica de vida me diz que nossas escolhas são muito importantes, são na verdade determinantes nos resultados que produzem. Propositais ou não, ingênuas, forçadas, por irresponsabilidade, por brincadeiras, por atitude de fé, por orgulho, pirraça, obediência ou qualquer que seja a motivação que leva uma pessoa a tomar uma decisão, fazer uma escolha, isso se refletirá no seu futuro. Pequenas escolhas podem produzir grandes resultados. É o caso aqui do nosso texto de hoje; na primeira noite, no novo lugar de habitação, Deus se revelou a Isaque e falou com ele e confirmou as promessas da aliança de bênção; e ele EDIFICOU ALI UM ALTAR. Foi uma decisão de vida, de estilo de vida e que diz quem era Isaque, o que ele cria e que importância a isso tinha na vida dele. O primeiro visitante que viesse saudá-lo e conhece-lo, já veria de cara, que tipo de morador ele era. Que bom, a fé ser o cartão de visitas. Acontece muito, de pessoas se mudarem de localidade e lhe indicarmos uma igreja para congregar e depois de meses, fazemos contato e descobrimos que “ainda não tive tempo; aqui é tudo muito esquisito; não me identifiquei com nenhuma…” A adoração tem que ocupar o primeiro e o melhor lugar de nossas vidas, onde quer que seja e que venhamos a estar.

 

Pai, obrigado por ser o nosso principal e maior tesouro. Que o nosso coração esteja inteiramente consagrado a ti e ao teu serviço. Que onde estivermos, nosso testemunho de vida e de fé, faça a diferença para sejas conhecido, amado e adorado. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s