As Noras de Isaque

Meditação do dia 1º/02/2019 

 E estas foram para Isaque e Rebeca uma amargura de espírito.”  (Gn 26.35)

 As Noras de Isaque – Parece que todos os pais querem ver os filhos crescerem e se tornarem bem sucedidos, incluindo o casamento. Certamente, nós, que amamos os planos e propósitos do Senhor, queremos viver dentro dos planos geracionais, através dos quais passaremos à diante uma herança e um legado espiritual através dos nossos filhos, e então o casamento está em vista; assim esperamos ter noras e genros. Precisamos construir na vida dos filhos essa herança e esse interesse em agradar a Deus e verem a família e sua continuação sucessiva, como algo bom e que faz parte do pacote das bênçãos do Senhor para nós e para eles. Vivendo dentro de um contexto de sociedade plural e urbana, com todos tendo aceso aos recursos de educação, lazer, informação e tudo mais, sabemos que nossos filhos tanto influenciarão, como também serão influenciados pelo que está à sua volta. Os conceitos da Palavra de Deus precisam ser implantados neles desde pequenos e regados com oração e disciplina para que cresçam em graça e fé, tal qual crescem cultura e fisicamente. Permitam-me dizer, que faz parte do nosso trabalho preparar os filhos para a vida e ao chegarem a fase adulta, terem a capacidade de tomarem decisões, preferencialmente, boas decisões. Não podemos decidir por eles e nem interferir manipulando as coisas para saírem do jeito que entendemos ser o melhor. A vida cristã, do começo ao fim deve ser vivida pela fé; e crer que fizemos um bom trabalho neles e que eles são capazes e competentes e ainda podem contar com a graça e a orientação de Deus e nosso apoio. Mas eles podem tomar decisões erradas? Claro! Voce fez tudo certinho sempre? Acertou todas da primeira vez? Se foi, parabéns! Porque eu não! Acredito que tudo que fiz e decidi, acertando ou errando, corrigindo à tempo ou não, me trouxeram até aqui, onde estou hoje e sendo o que sou hoje. Muita coisa boa da minha vida e do meu amadurecimento, surgiram de erros e até pecados cometidos e dali, ter tomado outras decisões. “O pior erro da vida é aquele do qual nada aprendemos.” Assim, nossos filhos, mesmo sendo inteligentes, bem criados, tendo bons exemplos e toda uma estrutura de base, ainda estão sujeitos a cometer erros e tomar decisões ruins. Ter expectativas elevadas demais sobre pessoas, podem ser fatores de grandes frustrações. Como pastores e líderes cristãos da era moderna e pós moderna, diríamos que em relação a pessoa de Esaú, já estava escrito nas estrelas e até fora profetizado, que o mais novo seria mais bem sucedido do que o mais velho. Também há quem argumente, que em toda a vida e estágios, Esaú já demonstrava pouco interesse pelo sagrado e pelos valores espirituais e legados das promessas de seus pais. A Escolha de foi de Esaú, mas o sofrimento foi de Isaque e Rebeca. A descrição é que foram amargura de alma para os pais dele. Homens de Deus e famílias piedosas, comprometidas com o reino, também estão sujeitas a situações constrangedoras e difíceis. Caçar culpados não é um bom negócio e julgar os pais pelas escolhas dos filhos também não é razoável especialmente para um cristão. Mesmo que algumas decisões se não se possam retornar mais, ainda assim, é preciso respeitar e deixar sob os cuidados do Senhor em oração. Aqui surge as primeiras manifestações do que conhecemos como “casamento misto.” O que a pessoa acredita, não é suficiente para evitar a prática daquilo que sua fé condena. Começa um processo de arrazoar as verdades de Deus, contextualizando sob os interesses pessoais, acima dos propósitos e verdades eternas. Aqui, fazem da exceção, a regra; o meio justificando os fins e em alguns casos até mesmo torcendo a teologia para adaptar-se às conveniências carnais. Quem conhece a história sabe, o quanto essa linhagem mista causou danos ao reino de Deus e aos eleitos, desde esse simples casamento, até na conquista da Terra Prometida, nos Reinos de Israel e Judá, no cativeiro (quem se esquece de da história de Ester, e o terrível Hamã), até chegarmos aos Herodes e suas vidas prá lá de complicadas. Eu já lhes escrevi, que praticamente todas as coisas que conhecemos, tem sua origem em Gênesis. Vamos aprender alguma coisa e corrigir o possível para que a história nos sirva de lição.

Senhor, obrigado por construir também a nossa história e de nossos filhos, que são a herança bendita que nos deste. Queremos muito acertar nas nossas escolhas, para levar nossos descendentes a terem boas raízes e cumprirem em seus dias, todos os propósitos que tens para eles. Conceda-nos a sabedoria necessária para guia-los no temor do Senhor e no caminho da verdadeira vida. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s