José

Meditação do dia: 04/08/2019

  E lembrou-se Deus de Raquel; e Deus a ouviu, e abriu a sua madre. E ela concebeu, e deu à luz um filho, e disse: Tirou-me Deus a minha vergonha. E chamou-lhe José, dizendo: O Senhor me acrescente outro filho. (Gn 30.22,24)

 José – De todos os doze filhos de Jacó, que se tornaram uma nação, José é o que tem mais acompanhamento descrito na Bíblia. Está entre os personagens mais queridos entre todos os cristãos e leitores das Sagradas Escrituras. Um exemplo de pessoa, de líder, de humildade e de todas as boas qualidades que se pode esperar de uma boa pessoa. Sendo assim, sua história deve começar bem, e o foi; afinal, foi uma iniciativa de Deus, lembrando-se de Raquel e abrindo a sua madre em resposta às suas orações. Em qualquer romance que se preze, a vitória final nunca vem sem muita luta, dificuldade e oposição, até finalmente dar tudo certo. Com Jacó e Raquel não foi nada diferente. Os dois se afeiçoaram mutuamente, logo nos primeiros dias da chegada do rapaz naquelas terras, vindo de Canaã para morar e trabalhar e formar sua família. No primeiro dia, ainda antes de chegar na casa do tio Labão, conheceu Raquel e na entrevista de emprego, ele já apresentou o pedido de casamento, por sete anos de trabalho e a proposta foi aceita pelo pai da moça. Tudo se complicou no exato dia do casamento, até que no amanhecer da noite de núpcias ele descobriu que fora passado para trás, e agora de fato estava casado com Lia, a cunhada até então. Os anos se passaram e a família já estava grande, com dez filhos, seis de Lia e quatro das duas servas de Raquel e Lia e a disputa pela afeição tinha contornos de confrontos e rivalidades, beirando a hostilidades. Agora, o texto sagrado nos diz que Raquel permanecia em oração e Deus a ouviu, e segundo ela mesma, sua vergonha, ou vexame de não ter gerado nenhum filho até então, o empurraria a irmã para a posição preferencial; então Deus a presenteia com um filho, e ela já o nomeou com um nome que evocava outro irmão, pois José significa “Deus Acrescenta.” Voltamos ao tema da perseverança e fidelidade àquilo que cremos, pois no devido tempo a vitória sempre será de quem permanece firme batalhando. Só a própria Raquel sabe interiormente o preço pago em oração, buscando a realização do seu sonho de vir a ser mãe, o que também seria um grande presente para Jacó. Não vou escrever muito aqui, porque estamos meditando na história de Jacó, e certamente entre os personagens que ainda escreveremos, José fez por merecer tudo o que tem registrado e será muito edificante escrever sobre ele. Como diz o Boris Casoy: “Quem viver, verá!”

Pai, agradecemos por tudo de bom que o Senhor permite vir às nossas vidas, e as maiores preciosidade são alcançadas com muita luta e perseverança. Até hoje, e para sempre, a vida de José será uma inspiração para quem serve ao Senhor e passa por provações difíceis e mesmo assim persiste em crer que a vitória virá, por tu és Deus, o Altíssimo, Senhor de tudo e de todos. Obrigado por Raquel ter perseverando não apenas contra a irmã, mas até consigo mesma ela teve que lutar e acreditar que poderia vir a ser mãe, e quando o foi, trouxe ao mundo um homem que fez a diferença para todos. Em nome de Jesus, louvamos por todas as lutas e provas, pois elas nos conduzirão a grandes conquistas. Amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s