Abençoado

Meditação do dia: 06/01/2020

 “E Jacó disse a José: O Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz, na terra de Canaã, e me abençoou.” (Gn 48.3)

Abençoado – Nossa reflexão hoje é sobre um ato de Deus na vida de uma pessoa, que reconhece o fato e carrega isso para toda a sua vida. Estou falando da bênção de Deus. Independente da moda igrejeira de buscar bênçãos e correr atrás de bênçãos, estou falando de uma condição de vida adquirida e mantida no coração o tempo todo. Alguns cronistas fazem uso das metáforas atléticas para ilustrar a caminhada da vida e então dizem que a vida é uma MARATONA e não uma prova de cem metros rasos. A diferença, para os mais leigos no assunto, é que uma maratona é uma prova longa, cujo percurso são de quarenta e dois quilômetros de distancia. Cem metros rasos, são cem metros lineares, livres de quaisquer barreiras ou obstáculos. Para os cem metros, o que vale mesmo é a força da arrancada, pois em questão de segundos já cruza a linha de chegada. A maratona é resistência, perseverança e saber dosar o compasso para cada tipo de trajeto que aparece. Israel não perdeu a visão daquilo que recebeu no início de sua caminhada com Deus. No dia em que ele saiu de casa, Deus se revelou a ele em Betel e disse que o abençoaria e andaria com ele, traria de volta para a casa de seus pais e faria dele uma grande nação. Ele passou por lutas, provas, foi chantageado e trapaceado pelo tio/sogro, pelos filhos no caso do sumiço de José, perdeu a esposa amada muito cedo, ficou com um bebê recém nascido sem a mãe para criar e muitas outras coisas; mas ele sabia e confessava ser uma pessoa abençoada. A convicção dele não advinha das circunstancias favoráveis ou dos bens materiais sendo acrescido ou de favores recebidos. Ele diz aqui para José, que Deus lhe aparecera e lhe abençoara e ele era abençoado e todos os resultados advindos da bênção de Deus eram patentes em sua vida e na sua família. Fui abençoado e sou abençoado. Estou pensando no hábito moderno de fatiar a vida em pequenos pedaços e viver como se aquilo que está acontecendo no momento é o todo e só aquilo que vale e que conta. Sendo assim, as pessoas são felizes e abençoadas num dia e logo em seguida estão praguejando e impetrando maldições porque uma porta se fecha, uma pessoa disse ou fez algo que a desagrada, a igreja não ama mais, todo mundo é falso e não dá pra confiar em ninguém. Abraão acreditou na bênção da aliança e assim passou para Isaque que também acreditou e passou para Jacó, que acreditou e passou para os doze filhos e eles acreditaram e passaram para frente, de geração em geração até os dias de hoje e se perguntar para algum israelita na atualidade, ele dirá que são um povo abençoado por que Jeová falou isso para os patriarcas e a história confirma isso. Eles não sentem que são abençoados, eles sabem que são. As lutas, as provas, as dificuldades de percursos acontecem o tempo todo, mas não anulam e nem cancelam as promessas. Em Cristo, somos abençoados e isso é fim de papo. A igreja como um todo e os cristãos individualmente sofrem perseguições, mortes e pressões mas isso não tem nada de maldição ou falta de benção. Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro; Para que a bênção de Abraão chegasse aos gentios por Jesus Cristo, e para que pela fé nós recebamos a promessa do Espírito (Gl 3.13,14).

Senhor, obrigado pela minha bênção, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s