Reaver o Penhor

Meditação do dia: 07/05/2020

 “E Judá enviou o cabrito por mão do seu amigo, o adulamita, para tomar o penhor da mão da mulher; porém não a achou.” (Gn 38.20)

Reaver o Penhor – Quando somos jovens e imaturos, entendemos que o mundo e a vida são precisos e matematicamente simples no seus giros. Até que começamos a perceber que há uma complexidade inerente e não somos nós que fazemos as regras, nem tampouco sabemos quem as fazem, somente acontecem. Fazer planos e contar com o sucesso antes dele acontecer se torna fantasia e ilusão. A realidade é outra, bem mais dura e implacável. Você consegue se lembrar dos seus sonhos e afirmações de como venceria na vida? Era muito fácil, estudar, crescer, se tornar um profissional em… e ganhar tanto e….. e nada! Mesmo quando acertamos mais da metade da equação, os resultados ainda insistem em não seguir nossos cálculos. Por que estou escrevendo isso? Porque assim também os homens tentam lidar com seus fracassos, erros e pecados. Depois de fazer uma ação errada, é simplesmente voltar atrás, apagar e começar de novo! É assim que muitos cristãos imaginam lidar com o imponderável da vida. Judá também pensava, ou pelo menos agiu como se fosse simples assim. Depois de se envolver com uma “prostituta cultural,” deixando sua identidade, sua distinção vocacional e sua marca ministerial, como garantia, agora é só mandar um cabrito e tá tudo certo. O que é um cabrito, para quem tem um rebanho muito grande? Não fará falta, não trará prejuízo, não afetará os resultados finais! É só pagar e pegar as garantias, é tão simples que até um amigo por fazer isso, enquanto ele cuidava daquilo que realmente é importante. Não se trata apenas de um cabrito! Não é o cabrito, não é o valor financeiro e muito menos quem está operando no lugar dele. Nunca é tão simples assim! O problema de Judá só estava começando e iria crescer e aflorar mais adiante. Para começar, o amigo adulamita não encontrou a mulher e mesmo indagando, ninguém sabia de nada e nem havia pista de haver tal tipo de pessoa com essas práticas por ali. O cenário mudou! Os peritos em investigações criminais dizem que “ficou uma ponta solta.” É claro que em dado momento ela irá aparecer e pode não causar nenhum dano, ou pode implicar em sérios prejuízos ou evidenciar males maiores e mais complexidades. O pecado nunca é simples e ficará por isso mesmo. Devemos fazer o certo porque é certo; nunca porque é mais cômodo, mais barato e mais oportuno. Somos peças de um grande quebra-cabeças vivo, que uma mexida provoca uma reação em cadeia e movimenta diversas outras peças. Toda pessoa, todos nós, estamos rodeados de relacionamentos e fazemos parte de um intrincado de relacionamentos onde todos oferecemos e recebemos uns dos outros. O que faço interessa e influencia os demais e eles também em relação à mim. Judá buscou satisfazer seus desejos e seus caprichos, não levando em conta sua ligação social e espiritual. Seu papel de patriarca e o potencial de suas ações e atitudes. Judá estava subestimando a sagacidade de Tamar; estava menosprezando sua herança espiritual; estava se comportado como os “homens o lugar.” Quase todo mundo faz assim! É cultural! É contextualização! É a nova moralidade! Não! Não e não! É a velha imoralidade, é pecado e tem consequências! Não nos deixemos seduzir pelos encantos do nosso raciocínio, já emocionalmente envolvido e a mente rejeitando os apelos da consciência conhecedora da verdade e das intenções legítimas que estão rondando o coração. Onde há placas de advertências, há perigos à vista. O que somos é mais importante do que aquilo que fazemos; mas o que fazemos pode contaminar e corromper o que somos! Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo (I Ts 4.7,8).

 

Pai de amor e bondade, estamos diante de ti e do teu trono de graça para pedir ajuda e socorro em tempo oportuno. Precisamos nos manter puros e comprometidos com a santidade e a justiça. Pedimos por forças para resistir e mais ainda, para vencer as tentações que enfrentamos no dia a dia. Livrai-nos do mal, para que o nosso testemunho de vida abençoe e manifeste o teu caráter santo e justo e as vidas ao nosso redor sejam iluminadas e abençoadas através da nossa vida. Restaura aqueles que estão fracos e permita que eles se levantem, porque há redenção em Cristo para todos que se arrependam e buscam ajuda. Oramos em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s