Deixa Comigo!

Meditação do dia: 16/05/2020

 “Então disse Judá a Israel, seu pai: Envia o jovem comigo, e levantar-nos-emos, e iremos, para que vivamos e não morramos, nem nós, nem tu, nem os nossos filhos.” (Gn 43.8)

Deixa Comigo! – Liderança! Iniciativa! Tomar a frente e assumir o comando. Essa é a atitude que primeiro percebemos ao ler o texto base de hoje. Nosso protótipo de patriarca, fala, age e lidera como um patriarca de verdade. Esse é o filho e o líder que Israel tinha expectativa em relação a Judá e agora isso se despontava bem ali na sua frente. Pela familiaridade com o texto e a história, percebe-se a energia e a convicção com que ele fala com o pai, diante dos irmãos. Esse tipo de voz de comando, inspira coragem e arbitra lealdade. Israel via que dava para sentir firmeza no filho; os irmãos sabiam que podiam contar com um líder comprometido e a quem eles poderiam seguir e obedecer as instruções. Judá assumir a postura de estadista, de alguém com voz e vez! Ele não apresentou uma proposta compartilhada de responsabilidades, lucros e prejuízos; ao contrário, assumir para si a responsabilidade e compartilhou coletivamente as ações que produziriam o resultado esperado por todos. É forte a atitude dele: “Envia o jovem comigo!” É o brasileiríssimo “deixa comigo!” Quando precisamos entender um texto, um dos caminhos (atalhos se preferir), é observar os verbos na sentença e no caso do nosso português, as flexões dele. Aqui, temos os verbos: Enviar – levantar – ir – viver e morrer. Na prática, Israel enviaria Benjamim – os onze filhos se levantariam – juntos eles iriam adquirir provisões e liberar o Simeão – assim todos viveriam – ninguém morreria. Existem aplicações muito bonitas aqui, e cada um de nós, vocês e eu as podemos buscar e aplicar ao contexto e à situação que mais nos edificam e abençoam. Vou liderar a iniciativa, e incentivar vocês a pensarem fora da caixa e fazer as suas, ok? Israel à muitos anos perdera um filho e ainda que à contragosto se contentara com onze filhos; os laços comerciais com o Egito provocou movimentação no coração do velho patriarca e só permitiu que dez filhos se envolvessem, para assim proteger Benjamim, que se tornara uma preciosidade para ele. Ao voltarem do Egito, os dez se tornaram nove, porque Simeão ficara retido até que o caráter deles e não só as suas palavras fossem testadas e aprovadas. Falar, até papagaio fala, é o dizer tupiniquim. O governador do Egito não caiu na conversa deles, porque percebeu meias verdades na fala deles; como sei disso? É só ler nas entrelinhas: E eles disseram: Nós, teus servos, somos doze irmãos, filhos de um homem na terra de Canaã; e eis que o mais novo está com nosso pai hoje; mas um já não existe (Gn 42.13). Observe o que sublinhei, duas verdades e uma inverdade. Eles eram de fato doze irmãos- era fato que o mais novo estava com o pai; mas COMO um não existia mais? Quer dizer que tudo o que eu não sei, não existe? Tudo o que não vejo, não existe? Por que eu não tenho, não existe? Por que não tenho essa experiencia, então isso não existe? Esse princípio da comunicação se baseia no fato de que sou o centro do meu mundo, tudo gira ao meu redor, o que eu não dominar, saber, ter e validar, não existe. José, era sábio, experiente em lidar com gente, avaliar e julgar – então ele percebeu, que eles afirmavam que um dos doze não existia, dez estavam ali, o outro estava com o pai em Canaã, e ele não contava mais? Que história eles inventaram para o velho pai, quando venderam-me para o Egito? Mais do que as palavras deles precisavam ser avaliadas. A sobrevivência de todos dependia da comprovação da autenticidade deles. Judá estava tomando a iniciativa de reconstruir a confiança na família e alguém deveria tomar a liderança, assumir as responsabilidades diante do pai, diante do governador e entre eles mesmos. Líder não espera as coisas acontecerem, ele as faz acontecerem! Engenheiro de obras prontas é coisa para medíocres, incautos e pigmeus da graça de Deus. A bênção do Senhor acompanha quem toma iniciativas, ainda que arriscadas, mas só os fortes em Deus dão o primeiro passo, certos de que o milagre vai acontecer. Não deixe a vida acontecer diante de ti, faça acontecer! Influencie! Seja ousado em fé e ação. Quando precisarem, se apresente, como Judá aqui e à partir daqui. E sucedeu, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles? E disse o Senhor: Judá subirá; eis que entreguei esta terra na sua mão (Js 1.1,2). Judá, subirá primeiro, os outros vem depois, é o que Deus disse aí!

Jeová, Senhor nosso! Graças te rendemos, porque tua vontade é boa, agradável e perfeita para cada um de todos os teus filhos; antes de operar através de nós, o Senhor opera em nós, para transformar e produzir um caráter muito parecido com o teu e do Senhor Jesus. Maior e mais importante é o que somos do que o as obras que podemos fazer para ti. Submetemos nesse dia os nossos corações, para serem sondados pelo Espírito Santo e conduzidos pelos teus caminhos eternos. Abençoe-nos com a graça de contemplarmos a tua bondade e beleza e sermos sensíveis à tua voz mansa e suave, poderosa e tremendamente impactante. No nome mais poderoso e sublime de todo o universo, o nome de Jesus, nós oramos agradecidos, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s