Hora de Agir

Meditação do dia: 18/05/2020

 “E se não nos tivéssemos detido, certamente já estaríamos segunda vez de volta.” (Gn 43.10)

Hora de Agir – Jesus certa vez contou uma parábola, uma história sobre um pai de família proprietário de uma vinha, e por alguma razão seus dois filhos não estavam comprometidos com as atividades da vinha da família. Mas ambos tinham tempo disponível para trabalhar. Então o pai pediu a um deles que fosse trabalhar na vinha e ele disse que não ia, mas depois mudou de idéia e foi; o mesmo pedido foi feito ao segundo filho, que disse ao pai que iria, mas não foi. Jesus não entrou no mérito moral da história sobre obediência ou desobediência dos filhos; também não falou sobre a autoridade ou não do pai sobre seus filhos, mas apenas uma pergunta: Qual dos dois fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: O primeiro. Disse-lhes Jesus: Em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram adiante de vós no reino de Deus (Mt 21.31). A questão toda está em FAZER ou NÃO FAZER a vontade do pai! Nesse texto específico, Jesus está falando sobre pessoas buscando justiça própria e méritos diante de Deus e ele apontou que enquanto essas pessoas olhavam para si mesmas e suas bondades e as muitas virtudes, os considerados pecadores “de carteirinhas” estavam se arrependendo e entrando no reino de Deus, e deixando os “muito bons” do lado de fora. Judá estava levando em consideração que havia urgência e não era apenas uma questão de pressa e correria, mas era o momento de agir. Faltava comida na mesa, um irmão estava detido numa prisão no Egito, um longo caminho entre os dois destinos de ida e volta e sabendo o que deviam fazer, estavam entretidos com reuniões que não estavam levando ninguém a lugar nenhum. Para Simeão, que estava preso, a demora era torturante, e a cada novo dia que não aparecia ninguém, sua angústia só aumentava. Esperar sentado em casa, no aconchego da família, com liberdade de ir vir é uma coisa, mas estar preso, com uma acusação pouco consistente, e aguardar a boa fé do pai e dos irmãos, tornava tudo aquilo muito intenso. Provavelmente, José também tinha seus motivos de escolha de Simeão, quem sabe, vê-lo sob pressão seria uma boa medida par a verificar as mudanças ocorridas naquelas vidas. Quando Moisés, liderando a libertação dos hebreus do Egito e chegaram às margens do Mar Vermelho, ele, parou para orar e Deus lhe disse que não era momento de oração, só de ação e ele deveria agir. Então disse o Senhor a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem. E tu, levanta a tua vara, e estende a tua mão sobre o mar, e fende-o, para que os filhos de Israel passem pelo meio do mar em seco (Ex 14.15,16). O escritor da carta Aos Hebreus, fala de um processo de retardo no crescimento e maturidade dos cristãos, que deveria ser corrigido para produzir resultados melhores e não atrapalhar até o ministério dos líderes. Do qual muito temos que dizer, de difícil interpretação; porquanto vos fizestes negligentes para ouvir. Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quais sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite, e não de sólido mantimento (Hb 5.11,12). Me impressiono com o crescimento e a maturidade que Judá adquiriu e como ele assumiu uma postura de alguém que precisa determinar os passos a serem dados. Na minha época de seminarista, convivendo com americanos e sua cultura de precisão e tempo para tudo e tudo no seu tempo, a gente divertia jocosamente, parafraseando e recriando ditados populares e um deles era: “Os americanos dizem que o que deve ser feito hoje não pode ser deixado para amanhã. Nós brasileiros dizemos: O que deve ser feito hoje, deixe para amanhã, quem sabe não precisará ser feito mais!” Nem preciso dizer que nosso cultura tupiniquin está fora da métrica bíblica e cristã. Tem alguma coisa que já era para estar pronta, ou encaminhado e você tem procrastinado? Há alguma orientação de Deus para agir e você está parado esperando mais alguma coisa? Quem sabe, enquanto você demora, na outra ponta tem alguém preso, limitado, sofrendo, dependo de sua ação? Pense e ore sobre isso.

Senhor, obrigado pela vida e a oportunidade de administrar bem o nosso tempo e as nossas oportunidades, para abençoar não só a nós e a nossa casa, mas muitas outras vidas, que podem ter orado pedindo ao Senhor e nós somos as respostas dessas orações, que para aquelas pessoas estão demorando muito. O nosso crescimento e maturidade depende de passos de fé e obediência que damos a cada dia e hoje é uma dia de agir para glória do Senhor. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s