Fragmentos de Confissões

Meditação do dia: 26/05/2020

 “Então disse-nos teu servo, meu pai: Vós sabeis que minha mulher me deu dois filhos; E um ausentou-se de mim, e eu disse: Certamente foi despedaçado, e não o tenho visto até agora;” (Gn 44.27-28)

Fragmentos de Confissões – Confessar faz muito bem para a alma, para a saúde emocional e mental das pessoas. Guardar erros, pecados, segredos e problemas, faz com que a a pessoa viva como se andasse no fio da navalha! Ela sabe, que à qualquer momento tudo pode vir à tona! Uma pisada em falso, uma palavra fora do lugar ou alguém cavar no lugar errado e a coisa toda vai aparecer. Não vale a pena! Conta-se a história de um fiel que procurou seu confessor pois sentia uma culpa e condenação, sem qualquer razão; o confessor lhe ditou uma penitencia leve e ele se foi. Na semana seguinte ele voltou e disse que nada tinha mudado, se sentia mal e o confessor lhe apertou, então ele disse que a única coisa insignificante que lembrava era de ter achado uma corda e trazido para casa. Nova penitencia e lá se foi. Próxima sema, tudo de novo; não me sinto livre e perdoado. Outro aperto e então ele disse que na verdade achou a corda, mas ela estava amarrada a uma árvore e ele a desamarrara. Tudo certo, então e nova penitencia. Nova semana e lá vem ele novamente. Dessa vez, ele disse na outra ponta da corda, havia um cabrito e que ele também o levara consigo. Embora isso não passe de uma anedota, mas ilustra uma tentativa religiosa de aliviar a consciência sem de fato tratar do pecado. No íntimo da pessoa, a meia verdade, não é uma verdade! Duas meias verdades podem não constituir uma verdade, antes, uma grande mentira. Isso não funciona diante de Deus, meus irmãos. Deus é luz e nele não há trevas alguma n(I Jo 1.5). Estou sempre de olho em Hb 4.13 – E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.José, o Governador, foi dando corda para eles irem falando e a cada fala, novas revelações; parecia escavação arqueológica, pequenos fragmentos ia se revelando sob cada camada de poeira do tempo. Antes ele haviam dito que “um já não existia” – depois “estava morto” e agora, seguindo as narrativas da tradição oral, Judá está repetindo as falas deles com o pai e então reproduziu o que o pai lhes dissera sobre uma situação: “Então disse-nos teu servo, meu pai: Vós sabeis que minha mulher me deu dois filhos; E um ausentou-se de mim, e eu disse: Certamente foi despedaçado, e não o tenho visto até agora;” Opa!! Aqui o pai revela que José saíra de casa e desapareceu, “certamente despedaçado por feras…” Como o pai soubera disso ou chegara a essa conclusão? Aí tinha coisa nova! Ou coisa velha, empoeirada, mofada e cheirando mal. O que Benjamim saberia? Acredito que até então, os filhos de Israel estavam pensando apenas nas questões momentâneas que se apresentavam. Eles estavam tendo problemas com um governador exigente com relação a honestidade de clientes numa época de escassez severa. Apenas estava sendo muito severo nas averiguações, pois não havia nada de errado com eles ou os fatos que estavam descrevendo, sendo inclusive comprovados com a chegada do irmão mais novo. Coisas da burocracia de estado. José estava sondando os corações deles e vendo suas intenções e que mudanças haviam neles depois de tantos anos e o efeito que seu desaparecimento provocara em toda a família. Deus estava lidando com o caráter de pessoas que levariam o seu nome e à sua glória ao conhecimento de todas as nações, para abençoarem todas as famílias da terra. Como um Deus justo, íntegro e amoroso, seria representado por embaixadores trapaceiros, dispostos a esconder seus erros e pecados e seguir em frente como se nada tivesse acontecido? Gente, o pregador do Calvário, precisa ser alguém crucificado! “Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo” (Rm 14.17). Encobrir pecados e crimes não é fazer justiça – ausência de conflitos não é paz – alegria do Espírito Santo é diferente de “risadas, entretenimento e euforia emocional.” Se você não sabe ou percebe a diferença, Deus sim! E isso importa muito!

Senhor, nós estamos vivendo dias onde a verdade é contestada e adaptada à conveniência e gosto do cliente. Mas a tua Palavra é a verdade que nos serve de referencia e fundamento. Aceitamos sim, pela fé, a ação do Espírito Santo em nos sondar e iluminar nosso interior e reprovar aquilo que o Senhor reprova. Queremos andar na luz, mas na tua luz e sob o teu olhar de misericórdia e compaixão. Não somos reprovados ou desprezados por seus fracos e pecadores, mas por sermos apegados ao mal e ao pecado. O Senhor nos ama e nos acolhe; nos aceita e nos perdoa, linda e purifica no sangue de Jesus. A tua graça é suficiente para acolher a todos e trazer para a comunhão dos filhos de Deus. Converte-nos Senhor a ti, todos os dias e a cada dia renova a tua misericórdia. Pedimos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s