Os Irmãos Que Apascentam

Meditação do dia: 23/06/2020

 “Disse, pois, Israel a José: Não apascentam os teus irmãos junto de Siquém? Vem, e enviar-te-ei a eles. E ele respondeu: Eis-me aqui.” (Gn 37.13)

Os irmãos Que Apascentam – Todos nós, estamos familiarizados com os termos da vida pastoril muito utilizada nas Escrituras Sagradas. Daí emprestamos os muitos termos e atividades da vida cristã e ministerial. O provável mais conhecido versículo da Bíblia, chama Deus de “Meu Pastor,” e o salmo inteiro liga os cuidados de um pastor de ovelhas com o cuidado de Deus com os seus filhos, com sua igreja, com sua nação escolhida e com o seu Reino Eterno. Esse relacionamento é todo baseado na confiança e no caráter, onde as ovelhas obedecem, seguem, amam e confiam; enquanto o pastor governa, guia, alimenta e protege. Jesus é descrito e nos seus próprios ensinamentos se colocou como O  BOM PASTOR; excetuando-se de todos os demais, quer verdadeiros, quer falsos ou mercenários. Jacó disse à José, que seus filhos, estavam trabalhando com os rebanhos em Siquém. Eles desenvolviam um trabalho digno, responsável e importante, ainda que fosse necessário enfrentar adversidades como estar por muito tempo longe de casa, exposto ao relento do tempo, e sempre alertas para proteger o rebanho de perigos que poderia vir de muitas direções e surpresas nocivas e perigosas. Estamos olhando para situações onde pessoas se ocupam de atividades das quais também fazemos parte e estão relacionadas conosco. Estamos todos ligados a uma comunidade de fé e todos os irmãos e irmãs ali vivem no contexto de rebanho do Senhor sob os cuidados espirituais de um ministério levantado por Deus para cuidar e suprir os cuidados delas. Deus cuida de nós, através dos cuidados que oferecemos e recebemos do Corpo de Cristo, em termos terrestres. Somos a igreja do Senhor, não porque fazemos parte de uma entidade ou associação, mas por uma obra poderosa realizada em nossos corações pelo Espírito Santo. Nascemos de novo, fomos regenerados pelo poder de Deus e imediatamente batizados num Corpo místico, chamada Igreja. Assim como somos cidadãos de dois reinos, o terreno e o celestial, sendo um totalmente imperfeito, e o outro absolutamente maravilhoso com tudo nos devidos lugares; um governo humano, dando o seu melhor que ainda deixa muito à desejar; mas do outro lado somos súditos de um Rei justo, generoso, e que supre de fato infinitamente mais do que pedimos ou pensamos, pela ação do Espirito Santo no interior de cada filho de Deus. A igreja como tal, é divina e humana simultaneamente. Assim, sem dúvida é perfeitamente imperfeita, ou se preferir imperfeitamente perfeita. Onde há o elemento humano, aí há fraquezas e falhas e onde isso está presente, há espaço e oportunidade para o sobrenatural de Deus agir poderosamente. José não era perfeito, nem um adolescente santo, mas um jovenzinho, com potencial e disposição iniciando o seu treinamento para a grandeza que viria à frente. Ela iria ao encontro de seus irmãos, que não eram nada perfeitos e nem estavam de ânimos piedosos e corações solícitos e pacientes. Do ponto de vista humana, era um encontro programado para dar tudo errado e terminar em tragédia. Mas quem sabia disso? Quem estava pronto para isso. Tudo o que o pai sabia era que os filhos apascentavam; tudo o que José sabia era que os irmãos apascentam. Poderia haver cooperação e todos estariam seguros e o pai informado e tranquilizado. Quem de nós estava intencionalmente preparado para enfrentar a pandemia e o isolamento social provocado pelo Corona Vírus? Nós não estávamos, mas Deus já sabia e ainda sabe e está no perfeito controle de todas as coisas. Assim como hoje eu sei que a situação de Jacó, José, os irmãos, o Egito, Faraó e a futura nação de Israel, tudo estava conectado e Deus estava no controle de tudo; assim, posso confiar que em 2020 aquele que é o mesmo ontem, hoje e o será eternamente, também está sentado no trono e tudo ficará bem. Posso confiar, posso descansar e o convido também a colocar o seu coração em compasso de espera e esperança nas mãos poderosas do Senhor. “Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente na angústia. Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza. Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. O Senhor dos Exércitos está conosco; o Deus de Jacó é o nosso refúgio” (Sl 46.1-3,10,11).

Pai, graças te rendemos por estar nos apascentando o tempo todo e em todo o tempo. Obrigado pelos meus irmãos que também apascentam os rebanhos do Senhor que estão sob seus cuidados. Tal como eu, eles não são perfeitos e dependem tanto da tua graça infinita, como do ar para respirar. Clamamos por tua misericórdia e bondade sobre nossas vidas para podermos a contento cuidar das tuas ovelhas e pastoreá-las com conhecimento e com inteligência. Oramos pelos pastores e líderes, que amam o que trabalham a que foram chamados e vocacionados para servirem a Ti, servindo às pessoas. Obrigado pela porção de graça diária sobre nossas vidas e nossas famílias, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s