José Seguiu Seus Irmãos

Meditação do dia: 02/07/2020

 “E disse aquele homem: Foram-se daqui; porque ouvi-os dizer: Vamos a Dotã. José, pois, seguiu atrás de seus irmãos, e achou-os em Dotã.” (Gn 37.17)

José Seguiu Seus Irmãos – A simplicidade pode ser a maior sofisticação e quando isso acontece e é reconhecido é muito gratificante. Mas coisas simples, tarefas simples podem se tornar complexas e algumas delas até mesmo inviáveis ou exigir replanejamento. Estamos acompanhando José desde que ele saiu de casa, para à pedido de seu pai Israel, ir até Siquém, para obter notícias dos seus irmãos e informações de como estavam os rebanhos e o trabalho deles no apascentamento. Nada demais, nada complicado que um rapaz de dezessete anos não pudesse fazer. José atendeu com alegria e prontidão ao pedido de seu pai e partiu, mesmo consciente de que alguns riscos e perigos poderiam acontecer no caminho e de fato aconteceram. Assim que chegou nos arredores da cidade, percebeu que não havia vestígios deles por ali até que teve um encontro com um homem prestativo que percebeu que José estava perdido e perambulando pelos campos. Agora ele tinha uma informação precisa e recente de que eles haviam se deslocado para Dotá, uma próxima cidade ali na mesma região. Estamos acompanhando o esforço de José para cumprir sua missão de encontrar os irmãos, estar com eles o suficiente para colher as informações que trariam  descanso a seu .pai. Até aqui, está tudo nos conformes! O esforço de José merece ser recompensado, pela perseverança, criatividade em procurar e acolher a ajuda que lhe fora oferecida por um estranho e pelo desejo pessoal de encontrar e rever os irmãos. Todos os dias nos levantamos e dizemos bom dia para alguém, não apenas como cortesia e educação, mas é um desejo de que tenhamos de fato um bom dia, no trabalho, na família e nos relacionamentos. Se aguardamos alguma novidade, esperamos que venha como boa notícia e com expectativas de realização. Mas já notaram, que no fim do dia ao fechar o balanço, nem sempre tudo foi flores e alegrias? Sim; mas já sabemos que ventos contrários também levam o barco para frente, basta saber manejar as velas. Mar calmo nunca fez bons marinheiros. Como adoradores do Deus Altíssimo, o Possuidor dos céus e da terra, acreditamos no cuidado e proteção, mas não em salvaguardas de não sermos afetados e atingidos por dificuldades. Estamos num campo de treinamento, e ainda que seja cansativo, dolorido e repetitivo, podemos confiar que os exercícios são programados e supervisionados pelo Senhor; ele não permite nada além da nossa capacidade de suportar, isso já está contemplado no Manual. “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar” I Co 10.13). Quero muito lembrar vocês que estamos vendo em tela grande a vida de José, e já lemos o roteiro todo e portanto já sabemos o fio da meada, que não lhe será favorável por um bom tempo até que chegue o tempo das bênçãos e colheitas de tudo que ele semeou de bom ao longo do caminho. Sabemos que nos próximos capítulos, digamos as cenas dos próximos episódios já são fortes, e que se pudéssemos diríamos para ele não encontrar esses irmãos, ou ter mais cuidado pois vão armar para ele. Acontece que estamos também vivendo a nossa própria história, que está sendo escrita e como José, não sabemos nada dos próximos passos; podemos estar próximos das maiores dificuldades de toda a nossa história, como também podemos estar chegando no tempo de refrigério. Não sabemos nada do futuro, mas conhecemos bem alguém que sabe tudo de futuro, inclusive, ele é quem escreve os roteiros e podemos confiar na sua capacidade de criar uma boa história e com finais felizes. “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais” (Jr 29.11). Não desista de procurar os seus irmãos; não desanime de fazer o que acredita ser o certo e estar dentro da perfeita vontade de Deus. Não aceite as lutas como inimigas que querem destruí-lo; aceite-as como instrumentos de crescimento e desenvolvimento da sua fé e comunhão com Deus. Tenha hoje um bom dia, mesmo com lutas, mas um bom da.

Senhor, obrigado por estar andando conosco no dia de hoje. Só por hoje permaneceremos firmes e determinados a vencer. Nos ocuparemos das lidas do dia de hoje e precisamos experimentar tua bondade necessária e suficiente para hoje. Obrigado pelas amizades e companheirismo até de pessoas que não conhecemos, mas que aparecem e fazem o nosso dia valer muito. Obrigado pelos que servem e facilitam o nosso dia e nos permite servir naquilo que é realmente o nosso lugar e a nossa tarefa. Conceda-nos perseverança na busca pelos irmãos que estão em algum lugar e precisamos servir juntos e cooperarmos, porque esta é a vontade do Pai, que nos enviou e nos capacita. Oramos em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s