Tudo Abençoado

Meditação do dia: 03/08/2020

E aconteceu que, desde que o pusera sobre a sua casa e sobre tudo o que tinha, o Senhor abençoou a casa do egípcio por amor de José; e a bênção do Senhor foi sobre tudo o que tinha, na casa e no campo.(Gn 39.4)

Tudo Abençoado – Tudo quanto no passado foi escrito, serve para nosso aprendizado e produção de esperança, porquanto os princípios nos quais Deus firma suas ações são tão imutáveis quanto ele. Não há uma contradição entre o passado remoto dos tempos dos patriarcas ou da velha aliança, com os tempos de Jesus e início da igreja, com os atuais. Quem vive eternamente e é antes de todas as coisas, com perfeição absoluta, não precisa se reciclar e melhorar com o passar dos tempos à medida que vai ganhando prudência e acumulando experiencia. Deus é Deus e pronto! O escritor da Carta aos Hebreus, faz uma afirmação, baseado na coerência e bom senso dizendo, Ora, sem contradição alguma, o menor é abençoado pelo maior (Hb 7.7). provavelmente essa tese se baseia nos princípios da matemática simples, que aprendemos no início da vida escolar, que na operação de subtração, o maior não pode ser tirado do menor. Estamos então vendo que os fatos na  casa do senhor de José apresentava uma aparência social evidente, mas tinha uma realidade espiritual subjacente. O dono do pedaço era Potifar, bem posicionado socialmente, rico materialmente e cheio de prestígios. José era um servo estrangeiro comprado no mercado de escravos, talvez por ser jovem, saudável e de boa aparência e que agregaria mais valor para o já prestigiado oficial de Faraó. Pessoas ricas tem suas manias de ostentação de seus produtos caros e importados do exterior, à serem exibidos em eventos sociais e Potifar e sua esposa não eram diferentes dos “potifares” atuais; O que se percebe e ele também percebeu, que a diferença entre o antes e depois da chegada de José, era o próprio José. O jovem tinha Deus em sua vida e essa presença era muito real e gerava interferência positiva na vida do jovem, mas também nos seus afazeres e em tudo que ficava sob sua responsabilidade. A conclusão quase obvia a que  chegamos, que o maior que abençoava o menor era José e não Potifar. Saber isso, não é difícil e detectar a causa também não exige tanto discernimento e esperteza. A lição está em estar ciente disso, e se manter humilde e saber que a bênção não pode ser usada como moeda de troca ou para satisfazer caprichos pessoais. José continuou sendo o mesmo; ele não tinha dificuldades com separar sua identidade com sua função. Ele era José, filho de Israel, herdeiro da bênção de Abraão e Deus lhe dera sonhos grandes e tinha seus caminhos pra leva-lo até lá. Ele não era escravo, ele estava escravo. A experiencia de servir ali, naquelas condições servia-lhe muito bem para aprender a lidar com níveis maiores e mais elevados das entranhas da sociedade, seus governantes e as classes sociais de onde poucas oportunidades de ascensão poderiam ser esperados. SE antes sua classe social era a casa do pai, fazendeiro e simples e os irmãos invejosos e medrosos de virem a submeter-se a um dos irmãos e as outras relações sociais eram com outros pequenos criadores e etc. Agora ele liderava uma casa da “hight Society” egípcia e ali sim, era um campo de prova que só os melhores passavam. José poderia ter se tornado um caçador de promoções pessoais e até exigir mais direitos e até participação nos lucros, afinal, era por sua causa que os empreendimentos do seu senhor prosperavam. Ele sabia o que poucos sabem: Eu me promovo ou Deus me promove e os resultados das duas operações são muito diferentes.

Obrigado Senhor, por proporcionar oportunidades de aprendizado em todo tempo e lugar, para quem tem sede de aprender. Graças podemos render ao Senhor por um sistema personalizado de tua didática que leva qualquer um dos teus filhos a aprender e prosperar dia a dia. Oramos para as preciosas lições da humildade e do reconhecimento do nosso lugar e nosso papel onde estamos colocados, para servir a um propósito bem maior do nós mesmos. Agradecemos de coração, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s