O Sonho do Copeiro-Mor

Meditação do dia: 05/09/2020

Então contou o copeiro-mor o seu sonho a José, e disse-lhe: Eis que em meu sonho havia uma vide diante da minha face.(Gn 40.9)

O Sonho do Copeiro-Mor – Um daqueles contoscom fundos morais, diz sobre uma senhora, que por circunstancias teve que cuidar de sua sogra e essa não era “flor que se cheira,” dificultado muito o relacionamento e a convivência pacífica entre as duas. A nora então procurou um velho e sábio senhor que produzia remédios e poções para todos os fins. Ele foi sincera e disse que queria dar um fim na sogra, mas de forma discreta e sem deixar pistas do crime. O velho senhor deu-lhe uma pote com um pó a base de ervas, com instruções para ministrar pequeníssimas doses diárias misturando na comida; mas para ajudar na discrição, aconselhou a mulher a passar a tratar bem a sogra e cuidar dela como se a amasse muito, porque assim quando ele viesse a morrer não haveria qualquer suspeita. Lá se foi a mulher no seu plano, e ela fez como instruída e com perseverança e dedicação, passou até a gostar da velhinha e a repensar da idéia de matá-la. Isso cresceu tanto, que surgiu uma verdadeiro amor e bom relacionamento entre elas e agora ela não aceitava mais a idéia de tamanha traição; foi então ao velho sábio e disse que estava arrependida e não  mais queria mal da sogra, ao contrário, eram tão amigas e companheiras que ela estava disposta a fazer qualquer coisa para reverter o mal que vinha praticando. Foi então que o velho disse a ela que ficasse tranquila, aquele pó que ele prescrevera nada mais era do que algumas vitaminas naturais, que só fariam bem à saúde da paciente. Ela nunca correra o risco de morte. A mudança de atitude da nora era tudo que ele almejava e isso seria suficiente para produzir mudanças. Todo profissional competente almeja ser reconhecido pelo seu esforço e dedicação. Muitas pessoas fazem de seu trabalho uma arte e se especializam tanto, que se destacam merecidamente. O ponto máximo de uma carreira leva à realização pessoal e prestígio, mas também junto com o reconhecimento vem também as responsabilidades, e dessas ninguém pode se omitir. Desde que o mundo é mundo e as pessoas convivem em sociedades, as carreiras, a fama, o prestígio e o poder sempre estiveram muito próximos e também o perigo e o risco de vida. Nos velhos tempos, servir a um rei ou imperador seria sempre o auge da carreira de qualquer especialista. Em se tratando dos Faraós, que eram líderes de um povo supersticiosamente religiosos e tinham o monarca como Deus e eram temidos ao extremo e sabemos que a clemencia nem sempre era uma virtude cultivada por esses déspotas. Para quem servia, diretamente ligados à presença e contato direto com eles, o risco era superestimado; um simples desagrado, ou atitude que ele considerasse ofensa, já tinha consequências muito rígidas e até mesmo a morte estava sempre rondando aqueles serviçais. O copeiro-mor, era alguém muito próximo até fisicamente do Faraó; teria que ser e se manter extremamente confiável no seu posto. Para evitar os riscos de envenenamento por acidentes ou propositais, tudo e qualquer coisa que era destinado a ingestão do rei, teria que ser experimentado por eles e presencialmente; assim até mesmo uma sabotagem desconhecida do copeiro, poderia provocar-lhe sérios problemas antes que ao soberano. Também sabemos que isso aperfeiçoou a arte der matar e produzir danos, através de artes mais elaboradas e sofisticadas nas alquimias e esquemas de conspirações. Ali estava um profissional, acusado de alguma coisa contra o Faraó, vivendo seus pesadelos e sonhando com atividades de seu trabalho, não chegava ao sentido daquilo. José fora colocado na vida dele, exatamente para ser o elo de ligação e aquele copeiro estava ali, porque seria o elemento para chave para o futuro de José e de todos naquela época. Toda uma vida de preparo e serviço para produzir um resultado, aparentemente pequeno, mas de crucial importância para gerações e gerações e com efeitos na eternidade. O servo de Deus deve estar no lugar certo, na hora certa mas também com a atitude e a disposição correta, para produzir os resultados que Deus tem planejado para que as próximas etapas aconteçam. Se a existência de uma pessoa é para produzir um único movimento crucial, então ele não pode falhar. Fidelidade nas mínimas coisas é nossa palavra do dia.

Senhor, obrigado por sermos teus filhos e estarmos disponíveis para servir em alguma causa, que consideras importante, ainda que a gente não entenda ou veja assim; podemos confiar no teu caráter e no teu amor pelas pessoas. Jesus veio ao mundo por causa de pessoas e elas são preciosas para ti e precisam ser também para nós.  Servir é uma forma de cultuar e honrar o teu nome e a responsabilidade confiada à nós. Obrigado por cada pessoa que hoje está consciente da importância de sua cooperação para tornar a vida e a experiencia de outros mais agradáveis e terem esperança. Agradecemos pela nossa participação na construção de um mundo melhor através de atitudes de amor e serviço, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s