Dois Anos Depois Faraó Sonhou

Meditação do dia: 24/09/2020

E aconteceu que, ao fim de dois anos inteiros, Faraó sonhou, e eis que estava em pé junto ao rio. Então acordou Faraó, e eis que era um sonho.(Gn 40.23;41.1)

Dois Anos Depois Faraó Sonhou – Os mais velhos de vivencia nos arraias evangélicos conhecem a ilustração anedótica do fator tempo humano e divino. Quando alguém no uso de sua oportunidade de conversar com o Senhor, lhe perguntou afirmando: “É verdade que para o Senhor, um dia e como mil anos e mil é como um dia? Sim, meu filho, é verdade. Responde-lhe o Senhor. Então ele se aprofunda: É verdade que para o Senhor, um milhão ou um real é tudo a mesma coisa? Sim, perfeitamente, vem a resposta. Aí ele ataca: O Senhor poderia me dar um milhão? Ao que Deus lhe responde: Claro, sem problemas, você espera um minuto?” Aí dói hein? Isso me faz lembrar aquele texto, que os espertalhões não deveriam esquecer: Não há sabedoria, nem inteligência, nem conselho contra o Senhor (Pv 21.30). Como pensamos juntos na meditação anterior, os dois últimos anos, José estava na expectativa de que à qualquer momento, alguém chegaria naquela prisão, para dizer que alguém dali, por nome José, estava sendo chamado para uma audiência. Quem sabe, até mesmo receber uma visita de um ex-colega de prisão, que fora afortunado com a liberdade e o perdão do Faraó. Dia após dia José esperava e nada de novo acontecia. Para quem está sofrendo, ou em dificuldades, o exercício da paciência e perseverança é muito doloroso; mas essas disciplinas precisam ter suas ações completas na vida da pessoa. Não dá para ser “meio paciente,” “quase perseverante;” aqui as virtudes precisam ser radicais, é oito ou oitenta! É quente ou frio! Não há meio termo. Tiago trata disso: Tenha, porém, a paciência a sua obra perfeita, para que sejais perfeitos e completos, sem faltar em coisa alguma (Tg 1.3). Depois de dois anos completos, Faraó sonhou! E daí? É sinal de que ele dormiu! Não! Não é esse tipo de sonho; não é um sonho, é O SONHO! Aquele tipo de sonho que muda tudo, mexe com meio mundo e provoca mudanças significativas. O dito sonho do monarca soberano, fez bem até para a memória do copeiro-mor que andava meio esquecido. Os sábios, mágicos, astrólogos, especialistas e afins, desde aqueles tempos, aguardam uma oportunidade de acertar uma boa cartada e faturar o grande prémio da simpatia e generosidade de Faraó e mudar de patamar financeiro e aumentar seu prestígio e status social. A convocação veio para todos interpretar um sonho perturbador que o Faraó tivera; mas um a um foi desistindo e no final não sobrou ninguém que pudesse ajudar o chefe. Como? No maior império do mundo, ninguém capaz de interpretar um sonho? Que sábios são esses? Falou Daniel, dizendo: Seja bendito o nome de Deus de eternidade a eternidade, porque dele são a sabedoria e a força; E ele muda os tempos e as estações; ele remove os reis e estabelece os reis; ele dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos. Ele revela o profundo e o escondido; conhece o que está em trevas, e com ele mora a luz. (Dn 2,20-22). Esse era o sonho reservado para uma pessoa exclusiva, preparada meticulosamente para esse momento. José, era a sua hora e a sua vez! Treze anos de preparo para chegar nesse ponto da vida! Nesse ponto da vida dele,  da vida do copeiro-mor, da vida do Faraó e do Egito como um todo. Lembramos bem que José não fora preparado por Deus apenas para interpretar sonhos, pequenos, médios e grandes; ele fora preparado para fazer o que essa interpretação proporcionaria. Interpretar esse sonho de Faraó seria como girar uma chave para a grandiosidade, a excelência e realização do propósito de uma vida. Até aquele dia José vinha se curvando para todos e se submetendo a todo tipo de capricho – Agora, era a hora da virada de mesa! Me pergunto: Sei tudo sobre os planos de Deus para mim? Você sabe tudo que ele tem reservado para você? Ou poderá ter coisas novas por acontecer? Acredito que ….

Pai, obrigado porque os teus planos são muito maiores e mais elevados do que os meus e do que dos meus irmãos. Estamos sendo treinados, capacitados e com certeza nosso chamado é para servir a ti em primeiro lugar e onde determinares. Nossa jornada nos apresenta novas horizontes após cada nova curva da estrada, ou depois de cada montanha que escalamos. O amanhã está diante de ti e as possibilidades serão expostas somente amanhã, pois com o Senhor é um dia de cada vez. Nossa vida é nosso culto ao Senhor e havendo culto na vida, haverá vida no culto. Engrandecido seja o Deus Altíssimo que dá sabedoria aos sábios e entendimentos aos entendidos; assim queremos ser sábios e ser entendidos para sermos contemplados com mais graça para servir melhor. Em nome de Jesus, nós oramos, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s