José Interpreta Sonhos

Meditação do dia: 30/09/2020

E estava ali conosco um jovem hebreu, servo do capitão da guarda, e contamos-lhe os nossos sonhos e ele no-los interpretou, a cada um conforme o seu sonho.(Gn 41.12)

José Interpreta Sonhos – Versatilidade é a palavra que me ocorre para hoje. Pessoas nascem com uma história para ser escrita e vivida. Ele, você e eu, somos os atores principais, os protagonistas da obra das nossas vidas. Por natureza, a pessoa, como um ser humano é plenamente adaptável em praticamente todos os meios no qual é exposto. Aquele instinto primário de sobrevivência e perpetuação que existe em cada um, faz com que sejamos adaptáveis, flexíveis e versáteis. Todos nós conhecemos pessoas tremendamente habilidosas, talentosas que quase não encontram barreiras intransponíveis para elas. Por outro lado, encontramos aquele tipo de pessoas que se acomodam tanto que se adaptam ao extremo da inércia e improdutividade. Uma pergunta: Qual era a profissão, ofício ou especialidade de José? Se você tiver dificuldade de dizer ou escolher uma, parabéns, juntou-se a mim também. O rapaz parece multiuso, um “MacGiver” da história antiga. Se ele aprendera algum ofício quando garoto, deve estar associado à vida pastoril, como fora seu bisavô, seu avô e seu pai e na quarta geração, ele e seus irmãos. Mas nada é descrito sobre isso. Mas ele não era um garoto “Nutela” como dizem hoje; ele era “Raiz!“ José chegou ao Egito como escravo e vendido com tal; adquirido por Potifar o comandante da Guarda pessoal do Faraó, foi servir em sua casa e em bem pouco tempo, já se destacava dos demais e foi galgando posições de liderança, até assumir toda a administração das poses de seu senhor egípcio. Dali subiu para “baixo”, numa promoção forçada pelo assédio moral da patroa. Na prisão, seus talentos e capacidade de servir logo foi notada e ele voltou a assumir toda a administração do sistema da casa de prisão onde estava hospedado. Lá atrás, na sua casa ainda, ele sonhara e não conseguira interpretar os próprios sonhos e nem os mais velhos e experientes como seu pai e seus irmãos. Agora ele desenvolvera na ausência de qualquer referência familiar presencial, uma excelência na comunhão e adoração ao Deus Altíssimo, e isso o tornou respeitado entre as pessoas do seu circulo de relacionamentos. Há dois anos atrás ele fizera um ótimo trabalho ao interpretar o sonho do copeiro real e do seu colega padeiro. Um morreu executado pelo Faraó e o outro voltou ao seu posto de serviço, mas deixou José no esquecimento. Os sertanejos mais antigos, costumavam dizer para os mais jovens quando havia uma situação de ingratidão ou falta de reconhecimento de favores recebidos, que “a barriga não dói só uma vez!” Ou seja, a pessoa irá precisar novamente. Foi assim com o copeiro-mor, que agora vendo o Faraó agoniado, transtornado com o sonho e que ninguém dos ilustres sábios conseguiram ajudar, era preciso alguém acima do nível de sabedoria disponível ali. Ele conhecia e se lembrava agora, de alguém muito bom em interpretar sonhos e que lhe valera quando ele precisara. O copeiro sabia que José daria a resposta, porque a fonte da inspiração era de fato, divina. Faraó recebeu uma indicação e um testemunho de que havia um especialista em interpretar sonhos, bem perto deles. Eu gosto de pensar sobre a ousadia de José em temer desafios e isso tem à ver com a paz interior que o fazia estar pronto a qualquer hora para qualquer situação. O coração de José nunca esteve amargurado e ressentido, de maneira que não pudesse orar a Deus e pedir sabedoria e estar em condições de receber a resposta. Falo isso, porque em muitas situações que eu oro pedindo orientação, eu levo um certo tempo para assimilar a resposta ou a revelação de Deus. Fico as vezes inibido de ministrar certos assuntos ou para certas plateias e até em encontrar autoridades ou personalidades. José tirava de letra, falar com um colega de prisão, com o capitão da guarda ou até com o próprio Faraó, não o abalava ou deixava nervoso. O versátil José era adaptável, ao mesmo  tempo que influenciava tudo e todos ao seu redor. O poder do testemunho de vida.

Obrigado, Senhor Deus Altíssimo! |louvado seja sempre o seu santo nome e o poder da tua graça transformadora, que levou um jovem adolescente a se preparar para uma carreira brilhante de serviço. José serviu muito bem enquanto era servo e serviu melhor ainda quando se tornou senhor. A função e a posição dele mudaram, mas ele permaneceu um servo leal aos ideais de Deus e das alianças e promessas que agora ele poderia influenciar e torna-las uma realidade. Pai, obrigado por Jesus ser o nosso Senhor e nos servido e dado sua vida por nós, para nos dar o exemplo e a oportunidade de servir ao Senhor. Agradecemos e consagramos nossas vidas para adaptar-nos à tua vontade, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s