Determinação de Deus

Meditação do dia: 27/10/2020

E que o sonho foi repetido duas vezes a Faraó, é porque esta coisa é determinada por Deus, e Deus se apressa em fazê-la.(Gn 41.32)

Determinação De Deus – O homem foi criado à imagem e semelhança de Deus, para o representar diante de toda a criação e promover sua glória e grandeza na terra. Desde sua origem o homem se relaciona com Deus em termos de Senhorio. Deus é soberano e senhor de todas as coisas. As mudanças nesses relacionamentos aconteceram após o pecado entrar na vida do homem e à partir de então, apareceu um novo senhor, que na verdade nem mereceria ser assim chamado; mas já que entrou na relação para disputar esse espaço, embora caricaturado e mesquinho, essa figura está presente no mundo. Lá no Jardim, o incentivo para desobedecer o legítimo Senhor, levou o homem ao engano de achar que ele agora estaria no comando, independente e livre para não ser dominado pela vontade de outrem. Que história! Mas é a nossa história. As descrições bíblicas das idéias originais de Deus para o homem sempre foram maravilhosas e por elas o caminho da felicidade e da realização pessoa estaria pavimentada à nossa frente. Vou descortinar algumas citações: Que é o homem mortal para que te lembres dele? e o filho do homem, para que o visites? Pois pouco menor o fizeste do que os anjos, e de glória e de honra o coroaste. Fazes com que ele tenha domínio sobre as obras das tuas mãos; tudo puseste debaixo de seus pés (Sl 8.4-6). Olhe a posição original de criação? Olhe a honra concedida e a capacidade de governo e domínio? O pecado fez o homem subestimar seu potencial. Outra citação: Eu te louvarei, porque de um modo assombroso, e tão maravilhoso fui feito; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem. E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles! (Sl 139.14,17). Digamos, por dentro, o homem sabe sua origem e reconhece a grandiosidade dos feitos de Deus. Quando alinhados a esse conhecimento e colocado em prática, a vontade de Deus se torna um exercício de prazer e contentamento, isso é tão verdade que foi reproduzido profeticamente na pessoa de Cristo, quando encarnado e assumido em forma humana. Então disse: Eis aqui venho; no rolo do livro de mim está escrito. Deleito-me em fazer a tua vontade, ó Deus meu; sim, a tua lei está dentro do meu coração (Sl 40.7,8). No texto da entrevista de Jesus com a mulher samaritana, ele surpreendeu os seus discípulos, sobre sua vontade consagrada a fazer a vontade de Deus. Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra (Jo 4.34). Comida é necessidade de primeira instancia que instintivamente urge a pessoa a se mover para satisfazer, porque ela impõe o risco da não sobrevivência, mas Jesus disse que fazer a vontade de Deus estava acima disso e na tentação pelo Diabo, ele já havia afirmado esse princípio, que o homem não vive só de pão, mas da Palavra de Deus. (Lc 4.4). A Vontade de Deus em relação à humanidade é redentora em todos os seus aspectos. Todos os movimentos e ações nesse grande tabuleiro da existência humana, tem à ver com a obra da redenção. Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia (Jo 6. 34-40). Os reis e os poderosos entre os mortais servem aos propósitos maiores de Deus e quando se faz necessário ele determina ações e marca o tempo e a hora dos acontecimentos. Foi isso que José estava dizendo para Faraó e foi isso que Daniel disse a Nabucodonosor e foi o que Jesus disse a Pilatos e a Herodes. Você acha que é diferente com Bolsonaro, Trump, Macron, Merkel? Olha o que Paulo fala sobre a nossa vocação ministerial: Pois Deus nos salvou e nos chamou para uma vida santa, não porque merecêssemos, mas porque este era seu plano desde os tempos eternos: mostrar sua graça por meio de Cristo Jesus. E agora ele tornou tudo isso claro para nós com a vinda de Cristo Jesus, nosso Salvador, que destruiu o poder da morte e iluminou o caminho para a vida e a imortalidade por meio das boas-novas, das quais Deus me escolheu para ser pregador, apóstolo e mestre (2 Tm 1.9-11 NVT).

Faraó entendeu o sonho e a explicação que José lhe deu. Hoje somos beneficiados por todo o propósito que veio se desenvolvendo e agora é a nossa vez, é o nossos tempo e a nossa oportunidade de participar. Ainda que nossa parte não seja tão relevante quanto a de José, de Faraó ou dos apóstolos, mas sesse é o meu e o seu papel. Isso é a vontade de Deus para nós e agora!

Senhor, obrigado pela tão grande salvação que veio muito bem planejada e executada em todas as etapas. Agora é o tempo da graça, o tempo da participação da igreja e nós somos a igreja, somos o corpo de Cristo e proclamação da tua graça e misericórdia para a salvação de muitos, passa pela nossa participação. Somos honrados em servir ao Senhor e numa causa tão importante e de um peso eterno tanto para os que se salvam quanto para os que se perdem. Pedimos graça e força para servir com fidelidade e diligencia, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s