Águas do Rio

Meditação do dia: 04/03/2022

“E se acontecer que ainda não creiam a estes dois sinais, nem ouvirem a tua voz, tomarás das águas do rio, e as derramarás na terra seca; e as águas, que tomarás do rio, tornar-se-ão em sangue sobre a terra seca.” (Êx 4.9)

Águas do Rio – Fazer a obra de Deus está muito voltado para seguir as instruções dadas por ele. O homem tem uma visão bastante limitada, mas ainda assim é chamado por Deus, o Criador de todas as coisas, para servir a ele por meio de servir ao próximo. O alvo do amor de Deus é gente, pessoas; Deus ama pessoas, de forma que praticamente todas as coisas terminam em pessoas; quando não é diretamente, isso tem uma finalidade de facilitar a vida das pessoas. Seguindo as orientações do Senhor iremos amar as pessoas e nos servir das coisas. Quando os valores estão invertidos ou errados, amamos as coisas e usamos as pessoas. Moisés estava sendo preparado para confrontar a Faraó para forçar a libertação do povo de Deus. Como ele iria resistir, Moisés recebeu instruções de como proceder para ser mais resiliente. Já escrevi anteriormente, e talvez até mais de uma vez, sobre o modo de Deus realizar sua vontade através de nossas vidas; ele sempre lança mão de meios naturais disponíveis para dali realizar milagres e sinais que testemunham da sua pessoa e do seu poder. Os egípcios consideravam o Rio Nilo mais do que sagrado, era uma divindade; assim Deus instruiu Moisés a tomar das águas do rio e operar milagres diante de Faraó. Além do milagre realizado à partir das águas, o rei do Egito seria desafiado e confrontado dentro do seu próprio terreno – como um deus dele, produziria algo repugnante e abominável? Na verdade, tudo aquilo era uma batalha espiritual travada entre o Deus Criador e os falsos deuses dos egípcios. Como um adorador do Deus verdadeiro, a quem atribuímos o poder e a glória, reconhecendo como aquele que criou todas as coisas pela palavra do seu poder, assim entendemos que todas as coisas pertencem a Deus. As águas do Nilo eram de Deus, o sol, a lua, as estrelas e astros, nada disso foi criado por qualquer outra entidade. A idolatria atribui falsamente o direito de ídolos sobre determinadas coisas, mas tudo pertence a Deus. Num contexto de alimentação, o apóstolo Paulo ensinou que nada deve ser rejeitado, por pertence a Deus e foi criado por ele. “Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada (1 Tm 4.4,5). Pode ser que no exercício de sua vocação, Deus te oriente a lançar mão de coisas ou situações que aparentemente não faça sentido ou pareça comprometido com idéias que não seja prática comum entre os cristãos; busque o discernimento necessário, já que serve ao Criador e sustentador de todas as coisas.

Senhor, graças te damos por tudo que podemos perceber em nosso aprendizado e na tua maneira de ensinar para então servirmos com qualidade. Nossa vocação é para servir ao Senhor, servindo as pessoas que são a razão do ministério de Cristo, que deixou a sua glória e veio servir a humanidade e dar a sua vida por todos nós. Oramos com gratidão, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s