Pesado de Boca e de Língua

Meditação do dia: 08/03/2022

“Então disse Moisés ao Senhor: Ah, meu Senhor! eu não sou homem eloqüente, nem de ontem nem de anteontem, nem ainda desde que tens falado ao teu servo; porque sou pesado de boca e pesado de língua.” (Êx 4.10)

Pesado de Boca e de Língua – Isso pode ser uma auto-avaliação, pode ser muito pessimista, mas é uma conclusão. Nossa capacidade de fazer tais avaliações de nós mesmos nem sempre estejam firmadas em fatos reais, mas em grande parte firmadas em exageros. Já tenho bastante vivencia para saber que vamos de um extremo ao outro das nossas emoções em bem pequenos espaços de tempo. Saímos da euforia e vamos à depressão profunda e também desse poço fundo sem fundo, para os píncaros do otimismo sem medir consequências. Costumo pensar e dizer, que um dos pontos mais difíceis de se estabelecer na vida é o equilíbrio. Tanto a direita quanto à esquerda, ambos estão fora do centro. Em algum momento nos achamos muito incapazes de realizar uma tarefa e em outra somos tão confiantes nos nossos talentos que menosprezamos a sensatez e até a ajuda divina. Já vimos isso, com Israel e o início da conquista de Canaã. “E voltaram a Josué, e disseram-lhe: Não suba todo o povo; subam uns dois mil, ou três mil homens, a ferir a Ai; não fatigueis ali a todo o povo, porque poucos são. Assim, subiram lá, do povo, uns três mil homens, os quais fugiram diante dos homens de Ai (Js 7.3,4). Pelo que aconteceu em Jericó, eles presumiram que poderiam fazer proezas à qualquer momento e sem nem mesmo consultar a Deus. Eles já possuíam experiencias suficientes para se aconselharem. No novo testamento é possível observar uma situação dessas, de extremos, em ninguém menos do que Pedro: “Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo. Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça” (Jo 13.8,9). Da não permissão para Jesus lavar seus pés, para o extremo de quase um banho completo. Foi assim que Moisés também se avaliou diante de Deus, achando-se incapaz de falar ao povo hebreu e aos egípcios, liderando uma negociação difícil com o Faraó. Quando fazemos esses procedimentos de avaliação pessoal, podemos na maioria das vezes, utilizar três padrões para aferir nossas competências: A primeira forma de avaliação é a comparação – e ela não é adequada, porque dependendo de com quem ou o que me comparo, a diferença é muito grande. Um personagem de filme respondeu à pergunta se ele era idoso, então ele disse que se comparado a um pé de alface, sim ele era muito idoso, mas se comparado a uma montanha, ele era muito novo. Um segundo método de avaliação é a introspecção – isto é olhar para dentro de si mesmo. É claro que isso não vai dar certo, porque as circunstancias e o contexto momentâneo vai interferir no resultado. Se tudo estiver às mil maravilhas, dirá que é muito valioso; mas se estiver passando por um período difícil e onde tudo está dando errado, a pessoa dirá que não vale quase nada, está em banca de liquidação. O terceiro método de avaliação é o da etiqueta – como aquela de preço nas lojas ou supermercados. Vale o que está escrito. Só o dono ou alguém com autoridade pode colocar ou alterar aquele valor. Deus nos criou, nos sustenta e nos comprou por um alto preço e ele não faz maus negócios, ele sabe o quanto vale. Por isso o único valor que realmente interessa, é o que Deus diz que temos e valemos. Você e eu somos o que Deus diz que somos e podemos fazer o que ele diz que podemos fazer; podemos suportar o que ele diz que podemos; podemos vencer onde ele diz que podemos. Nada mais do que isso e nada menos do isso. Pese suas palavras e suas intenções, mas fazendo uso das medidas legítimas de Deus. Você pode! Ele sabe que pode!

Obrigado pai, porque podemos todas as coisas em Cristo que nos fortalece. É fato que nos ama e tens investido em nossas vidas um alto preço, porque sabes que temos um grande valor para ti e é baseado nesse valor que devemos nos ver, agir e acreditar. Obrigado por ter pago em Cristo um preço de sangue para nos ter de volta à comunhão e à tua família. Somos gratos, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s