A Primeira Grande Reunião de Líderes

Meditação do dia: 08/04/2022

“Então foram Moisés e Arão, e ajuntaram todos os anciãos dos filhos de Israel.” (Êx 4.29)

A Primeira Grande Reunião de Líderes – Nossas reflexões nos encaminham a pensar também como líderes do povo de Deus. Entre as muitas esferas de influencias, cada um de nós, como filhos de Deus exercitamos a mordomia da influência, onde cada um tem o seu espaço e a grande verdade é que não importa o tamanho, mas a fidelidade no exercício daquilo que Deus concede. Se estamos colocados numa posição para influenciar uma única pessoa, e o fazemos com fidelidade, diligencia e muito comprometimento, então somos bem-sucedidos. Mordecai, que criou Ester com muito carinho e quando se viu naquele momento crucial, foi profético e assertivo, ao dizer a ela, que haveria de ter uma boa razão para ela ter chegado aquela posição de rainha. Ele tinha razão! Ela fez o seu papel muito bem feito e o povo de Deus foi abençoado. Não se pode dizer de Ester que a beleza dela era a inteligência que ficou por fora. Ela era linda, proativa, determinada e ousada, sem falar que levava a espiritualidade muito à sério. Aqui, hoje estamos presenciando a primeira grande reunião de líderes do povo hebreu; com a chegada de Moisés e Arão, as cabeças pensantes dos demais influenciadores se reuniram para afinar o discurso e a mobilização do povo para iniciar um movimento por libertação total daquele cativeiro que já estava no tempo de acabar. Estamos vendo aqui a importância de se juntar forças para enfrentarmos um problema que é de todos nós. A tarefa de evangelizar o mundo e fazer discípulos de todas as nações, não pode ser feito por um só grupo ou movimento, precisamos apoiar e sermos apoiados. Os povos antigos valorizavam muito a liderança dos anciãos, por serem pessoas sábias, experimentadas, maduras o suficiente para oferecerem segurança e bom senso. Mesmo que hoje, se busque mais o valor de um bom currículo, como igreja e povo de Deus, estamos certos de que a vida é uma excelente escola e aqueles que atingem a maturidade, o fazem por serem diferenciados, perseverantes e resilientes. Moisés foi o grande líder e não encontramos ninguém como ele; o mesmo se pode dizer de Arão, além de irmão, foi escolhido por Deus e exerceu uma influencia muito saudável no povo hebreu nos seus dias. Mesmo eles, precisaram de outros líderes e auxiliares. Centralizar tudo sobre os ombros de um único líder ou sobre poucos não é sábio e essa sobrecarga minará as suas forças e forçará o ativismo e com ele vem o esgotamento, cansaço e a improdutividade. O poder é cooptador, mas ser cheio do Espírito Santo pode equilibrar.

Senhor, obrigado por prover líderes e auxiliares suficientes para que a tua obra seja feita de forma que a motivação seja mantida em alta e assim produzimos mais e com um menor fator de desgaste. Somos gratos por renovar as nossas forças no dia a dia e assim podemos compartilhar os fardos e as preocupações do ministério que tem nos pressionado. Agradecemos por tudo e por todos eles, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s