Três Dias De Imobilidade

Meditação do dia: 15/09/2022

“Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas habitações.” (Ex 10.23)

Três Dias de Imobilidade – Tudo o que eu sei não é tudo o que existe! O fato de algo estar fora do meu alcance e conhecimento, não significa que não exista ou não possa ser. Essas declarações são aplicadas em diversas áreas da vida e dos relacionamentos humanos. No dia de hoje, eu as quero aplicar no sentido de que muitas coisas que eu pessoalmente não experimentei na vida, nem pensei na possibilidade, isso pode ser uma realidade diária de muitas pessoas nem tão distantes de mim. Temos um jovem que está sendo preparado num seminário teológico para num futuro próximo vir a ser parte do quadro de ministros da Igreja Batista Monte das Oliveiras. Ele, nascido e criado (bem criado) em São Paulo, teve a oportunidade de fazer uma viagem missionária evangelística e de assistência social em uma localidade de muita pobreza e escassez, num dos estados do Nordeste. Nas palavras dele mesmo, ele viu o que nunca imaginou e sabe que grande parte da população paulista não tem a menor idéia do que seja aquilo, em termos de carência, necessidade e falta de oportunidade. Que bom que ele viu e pode ajudar! Ele ficou alarmado,  ao encontrar pessoas em pleno século XXI que nunca ouvira falar de Jesus, como Salvador. Eu, nasci e fui criado no interior de Goiás, em fazendas, na roça mesmo e saí de casa poucos dias antes de completar vinte anos de idade e até então nunca tivemos energia elétrica em casa e todos os confortos e comodidades que ela proporciona, mesmo quando moramos em bairros da periferia da capital; e olha que não éramos da classe de extrema pobreza e necessitados. Então eu sei por experiencia falar de escuridão e tudo o que ele pode significar. A grande maioria de quem está lendo esta meditação, provavelmente não tem nenhuma idéia do que foram essas minhas experiencias e de muitos que ainda estão na mesma condição até hoje. Estou utilizando isso para servir de pano de fundo, para meditar e imaginar com o coração o drama daqueles egípcios, ao ser em penalizados por uma praga, enviada por Deus, sobre eles, o rei deles em todo o país, com exceção do território habitado pelos hebreus. Três dias de trevas tão densas, que não dava para ninguém se locomover; ninguém podia fazer nada. Era diferente de estar escuro porque o sol está coberto por densas nuvens de chuva, ou está de noite. Não! Eram trevas sinistras, sem o sol e sem chances para qualquer tipo de luz. Não adiantava tentar acender uma vela, uma tocha, uma fogueira!!!! Por três dias!!!! Quando a gente passa por uma daqueles lonnnngas noites, com dores, ou com alguém doente, ou perdido num local desconhecido etc… a gente conta as horas até o sol nascer e só isso já é um alívio. Agora, eles não tinham nem isso. Deus interviu para mostrar a eles que “Rá” não era deus, como acreditavam que o sol fosse. O que os hebreus estavam aprendendo com essa situação e com esse livramento? O mundo está vivendo o que Jesus chamou de “princípio das dores.” “E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai, não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mas todas estas coisas são o princípio de dores” (Mt 24.6-8). Eu pergunto, o que estamos aprendendo, como igreja e conforme o nosso papel e ministério aqui? Faça um exercício lendo esse capítulo de Mateus. Medite, meditemos.

Senhor nosso Deus e Pai, pedimos graça e sabedoria para vivermos a nossa fé e a nossa vocação de filhos de Deus, nesse tempo difícil e nessa época da história da tua igreja. Jesus te pediu para não nos tirar desse mundo, mas nos guardar do mal e entendemos que isso é de fato necessário. O mundo precisa de testemunho do Evangelho do amor do Senhor e somos nós, a tua igreja que servimos para isso. Precisamos de capacitação do Espírito Santo e isso já está na Palavra e na ordem que recebemos para pregar o Evangelho e fazer discípulos de todas as nações. Aviva-nos oh! Senhor, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s