Culto Só a Deus

Meditação do dia 22/09/2015

Jz 13.16Porém o anjo do Senhor disse a Manoá: Ainda que me detenhas, não comerei de teu pão; e se fizeres holocausto o oferecerás ao Senhor. Porque não sabia Manoá que era o anjo do Senhor.”

Culto só a Deus – Nominalmente o Brasil é um pais cristão; foi colonizado por um país “cristão” e o primeiro ato religioso ou de culto, em terras tupiniquins, foi uma missa católica. A religião e o estado estiveram amalgamados por tanto tempo, que mesmo após uma constituição fazer a separação entre um e outro, na prática do dia a dia, sabemos que praticamente não mudou nada. Quem faz visitas e capelania hospitalar  sabe do que estou falando; examine as capelanias oficiais das forças armadas só para voce ter uma idéia da diferença entre o que diz a constituição e o que se pratica em termos de estado. Mas não vamos meditar sobre reclamar ou reivindicar direitos esse ou aquele; a idéia é pensar na formação histórica da fé do brasileiro. Os europeus que vieram inicialmente forçaram sua fé nos nativos, que foram catequisados “na marra,” depois vieram os africanos como escravos e também tiveram que “entrar na linha.” As primeiras incursões de fé não católica ocorreram em 1621 e 1630 quando os holandeses invadiram o nordeste do Brasil. Então nossa formação ficou muito misturada, pois a fé oficial sofria influencia das clandestinas nativas e afros e outras tantas que vieram depois. A fé cristã, tem suas raízes no judaísmo, que é monoteísta – Cultua e aceita a existência de um único Deus verdadeiro, criador e sustentador de todas as coisas e único ser que pode ser cultuado. Anjos, são seres criados por Deus e são mensageiros a serviço do povo de Deus, especialmente em ajuda e serviços materiais e proteção. Eles não pregam o Evangelho, não aceitam adoração e não incentivam à práticas contrárias ao revelado nas Escrituras Sagradas. São organizados e possuem classes e hierarquias e executam serviços dentro de suas respectivas categorias. No texto deste capítulo, um deles veio trazer uma noticia e instruções a um casal que teriam um filho, que já nasceria com uma vocação específica, para livrar o seu povo de um domínio estrangeiro opressor. O casal agradecido, quis fazer-lhe uma oferenda de gratidão; O anjo disse que esperaria eles fazerem, mas deveriam oferecer a Deus, recusando-se assim a receber um culto, adoração ou veneração. Hoje, até entre cristãos, tidos como evangélicos, há uma onda de misticismo e sincretismo religioso, onde até incentivam e manipulam informações dos ensinos bíblicos sobre anjos e suas atuações, com o propósito de induzir as pessoas a uma fé mística e materialista. Anjos não são nossos Senhores, mas também não são nossos empregados ou serviçais – somos gratos a Deus pelo ministério dos anjos que atuam abençoando nossas vidas, mas o nosso culto, ainda deve ser somente a Deus! Um cristão não ora a um anjo, nem ao “da guarda” – O senhor deles, é o mesmo Senhor nosso – então juntos, adoramos e servimos ao único que é digno de ser cultuado. O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. (Sl 34.7).

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s