Quando o Justo se torna Injusto

Meditação do dia 20/11/2015

2 Sm 16.23 “E era o conselho de Aitofel, que aconselhava naqueles dias, como se a palavra de Deus se consultara; tal era todo o conselho de Aitofel, assim para com Davi como para com Absalão.”

Quando o justo se torna injusto – Uma coisa maravilhosa é a retidão vivida por pessoa de bem e colocam isso a serviço de todos. Mas uma coisa importante é que a escolha de viver como pessoa de bem, precisa ser para toda a vida; pois nesse sentido, o fim conta muito. Passar uma vida toda fazendo o certo e no final jogar tudo à perder por um ato insensato ou uma estupidez momentânea, é muito triste. Esse Senhor Aitofel, ganhou uma reputação de tal forma boa, que todos o respeitava e sua palavra e conselho, tinha um peso, como se fosse uma palavra de Deus, através de um profeta. Toda a corte o considerava extremamente por sua vida e sua postura de homem justo e correto. Por viver no palácio, estar em contato direto com a administração e a alta cúpula governamental, era uma pessoa acima de qualquer suspeita. Mas se olhar o último conselho dado por ele, ao filho do rei que estava dando um golpe de estado, não dá para acreditar que eram palavras de um homem sensato, justo e de princípios construtivos. O que aconteceu com Aitofel, para ir de um extremo ao outro? Claro que isso não aconteceu de uma hora para outra; Sendo uma pessoa da confiança do rei Davi, ele não mudaria de lado em questão de horas. Há um adágio popular que diz que “a oportunidade faz o ladrão! A amargura e o ressentimento contra o rei e sua dinastia se abrigara a muito tempo no coração dele, e isso foi mantido em segredo de todos e possivelmente a tal ponto, que ninguém, nem mesmo rei e à corte jamais notou qualquer vestígio de maldade ou indiferença naquele homem sábio. Quando o rei Davi, cometeu um adultério com uma mulher muito bonita, chamada Bate-Seba, e depois o marido dela, um soldado valente e muito leal ao Davi e ao exército de Isreal foi exposto em combate intencionalmente para ser morto em combate, para liberar o caminho de Davi para casar-se com a viúva, isso produziu mais estragos do que aparentemente se vê diretamente nos registros. Davi se arrependeu, fui castigado pelo seu erro mas ficou um estigma de imoralidade e crueldade em suas gerações como consequência de sua conduta. Essa mulher bonita, com quem Davi veio a se casar e ela se tornou a mãe do herdeiro legítimo do trono, o rei Salomão, era neta de Aitofel, o Conselheiro de Davi. Aitofel se feriu ao ver sua neta ser corrompida pela rei e ter seu esposo, um homem bom e leal ser assassinado de forma cruel para limpar a barra do rei e ela ser levada para ser esposa do rei… isso azedou o coração e a vida daquele homem bom. Quando ele viu a oportunidade de vingar-se do rei, usando as mesmas armas e medidas, não perdeu a oportunidade. Ele não levou em conta o arrependimento de Davi, o perdão de Deus e o custo de tudo isso; ele concentrou-se apenas em sua mágoa, que pena! Alguém pode dizer, mas ele não estava coberto de razão? Não! Nossas causas devem ser entregues àquele que tudo vê e tem como julgar e aplicar a sentença justa no devido tempo. A Deus, pertence a vingança! Aitofel perdeu tudo que construíra em toda a sua vida e o que aparece na sua lápide é: A primeira pessoa na Bíblia a se suicidar! Isso não é a maneira adequada de uma pessoa com uma folha de serviço tão boa terminar sua jornada.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s