As Qualidades dos Nossos Filhos

Meditação do dia 22/01/2016

1 Cr 8.40  “Os filhos de Ulão eram soldados valentes e bons flecheiros.”

As qualidades dos nossos filhos – O meu amigo pastor Jorge Linhares, da Igreja Gêtsemani de Belo Horizonte, dizia em tom de brincadeira, que os filhos, quando bêbes, são umas fofuras, que até dá vontade morder e comer; quando chegam adolescência os pais dizem: “me arrependo de não ter comido!” mas depois que crescem, se estabelecem, dão muito alegria e orgulho aos pais que eles agora dizem: “ainda bem que não comi!” Assim como um casamento bem sucedido e uma família feliz são frutos de investimento e trabalho contínuo com a bênção de Deus; assim também filhos que se destacam e são orgulho dos pais  é igualmente resultado de investimento e boas sementes plantadas e cuidadas por todo o tempo. Como estamos vivendo um tempo marcado pelo mercantilismo e números, especialmente econômicos, quando se fala em sucesso ou prosperidade, a primeira idéia que vem na cabeça das pessoas é riqueza e bens e materiais. Mas em termos de vida cristã e conceitos de famílias, isso, é um mero detalhe. Sabemos que estamos aqui por um propósito muito especial e que estamos construindo um reino que jamais será abalado ou se passará, tendo como cabeça, ninguém menos do o Alfa e o ômega, o Leão de Judá, o Reis dos reis e o Senhor dos senhores, Jesus Cristo, ele mesmo! Então, nossos filhos são participantes de dessa construção e eles já pertencem desde antes do nascimento ao Senhor, porque nós os consagramos e os dedicamos para tais fins. Partindo dessa premissa, é que vem o valor que precisamos dar ao treinamento deles, porque não é uma questão de ganhar a vida, se dar bem e garantir o futuro, pois tudo isso já está garantido para quem vive na Nova Aliança. Precisamos prepara-los para a missão para a qual eles nos foram entregues, na verdade, eles não são nossos, são do Senhor que no-los confiou para cria-los e treiná-los e serem enviados para sua missão de vida. Deus os criou com habilidades, capacidades, dons e competências que os habilitam para suas carreiras, que são meios de realizarem sua missão e vocação. É nosso papel perceber e discernir a vontade de Deus para eles. Acredito, e não sou o único, que os pais são responsáveis por conduzirem seus filhos pela vontade de Deus para eles. Se você filho, se sente inseguro ou não tem uma definição de seu futuro, com profissão, trabalho, vocação, perguntes a seus pais; Pode chegar para eles e perguntar direto: Qual é a vontade de Deus para minha vida? Que direção devo seguir? Se ele dizer que não sabe, diga-lhe para orar a respeito e depois voltar a falar sobre isso e ore com eles especificamente sobre isso. Ulão, tinha filhos que foram soldados valentes e bons flecheiros – esse pai tinha filhos bens sucedidos naquilo que escolheram como carreira e eram bons nisso. Não é a grife que conta, nem o extrato bancário, mas a realização pessoal e a certeza de que estamos na direção certa. Tenho duas filhas, e fiz isso, e até agora tudo indica que acertei o alvo. Nunca é tarde se precisar refazer as estratégias!

Senhor, obrigado pelo dom da vida e pela felicidade de compartilhar isso com os filhos que nos deste. Que cada pai e mãe estejam em perfeita sintonia com a tua perfeita vontade e assim possam discernir o teu propósito para cada um deles. Que a tua sabedoria os guie por caminhos bons e planos para que encontrem e vivam o teu querer. Que suas escolhas sejam as tuas e assim as carreiras e profissões, os conduzam à realização da chamada e vocação do Senhor para eles. Em nome de Jesus. Amém.

Pr Jason

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s