Os Guardas do Templo

Meditação do dia 23/01/2016

1 Cr 9.27 “Eles passavam a noite perto do templo de Deus, pois tinham o dever de vigiá-lo e de abrir as portas todas as manhãs.”

Os Guardas do Templo – Entre os muitos ofícios e trabalhos de responsabilidade da tribo de Levi, que era a tribo sacerdotal, havia funções, que não estavam diretamente ligadas ao ministério espiritual, digamos assim. A demanda de um culto nacional, com rituais e sacrifícios de diversas espécies e com muitíssimas finalidades, demandava um grupo grande de pessoas. Os sacrifícios que queimavam as ofertas, demandavam lenham, recolher cinzas e etc. O santuário, era sagrado e inviolável, e por isso precisava ser protegido o tempo todo; ele não poderia ser profanado de forma alguma e isso requeria guardas e escalas contínuas de serviço e tudo isso era ofício de culto e demandava zelo e obediência muito estrita aos rituais e tudo mais. Estou olhando para essas funções e traçando um paralelo, com a nossa realidade agora na Nova Aliança, onde o nosso corpo é o templo do Senhor, e o nosso culto acontece o tempo todo integralmente. Ter essa percepção e discernimento, nos alerta para a importância da santidade e maneira justa e reta de viver do cristão. Temos recomendação para não deixar o sol se por sobre a nossa ira, isto é, viver reconciliado o tempo todo e resolver quaisquer pendencias ainda dentro do mesmo dia, para ir para a cama com o coração amargurado, ressentido e consequentemente a comunhão quebrada. Isso sugere um balanço geral todos os dias a vida toda, para que de manhã “ao abrir as portas do templo” tudo esteja no devido lugar e em plenas condições de culto ao Senhor nosso Deus. O salmista Davi, orou ao Senhor pedindo que pusesse guardas nos seus lábios para não cometer delinquência diante dos não adoradores de Deus. Precisamos vigiar o nosso templo (corpo) por que com ele é que vivemos e servimos a Deus. Não podemos cultivar uma atitude de vida dupla, religiosa na igreja e profana no resto das nossas atividades. Deus é santo e andar com ele demanda santidade de vida e isso não se discute, não se ajeita para ficar mais fácil ou mais cômodo. O que a Palavra de Deus, tá dito e para nós é o que vale. Uma vez que todos somos sacerdotes de Deus para ministrar a Ele e ao corpo de Cristo, precisamos sim, ter os turnos de guardas vigiando o nosso templo, para que ele não seja violado e muito menos profanado, porque adorar a Deus é a nossa vocação, nossa chamada, é a nossa vida!

Senhor, obrigado por nos alcançar com sua graça e amor, permitindo sermos participantes da sua santidade e assim mantermos o nosso culto íntegro e santo ao Senhor o tempo todo. Obrigado por santificar nossa vida pela presença do seu santo Espírito, para que torne o nosso culto aceitável diante de ti. Ao Senhor consagramos tudo o que somos e tudo o que temos, para a tua glória seja conhecida em toda a terra. Em nome de Jesus. Amém!

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s