Em Deus Faremos Proezas

Meditação do dia 18/09/2016

Sl 108.13 “Em Deus faremos proezas, pois ele calcará aos pés os nossos inimigos.

 Em Deus faremos proezas – Fazer proezas tem a idéia de realizar coisas grandes e marcantes, fora do comum. Uma proeza é alguma coisa inacreditável do ponto de vista natural. Alguém de pouca força, realizar uma grande tarefa. No esporte, uma equipe pequena e sem muita expressão superar uma equipe potencialmente superior. O que Davi fez ao derrotar o gigante Golias, foi uma proeza, afinal, o ele era um adolescente, sem idade militar, contra um guerreiro experiente e bem equipado, num duelo homem a homem. Todos os dias nos deparamos com desafios na vida, e alguns deles sempre são maiores do que a nossa capacidade, e como a vida não é uma roda gigante, que simplesmente podemos mandar parar e descer, então temos que continuar na luta, mesmo quando as chances são poucas. Nossa fé é a razão da nossa determinação! Sabemos que não lutamos por nós mesmos e muito menos com nossas próprias forças. Deus fez promessas a quem lhe é fiel e andaria conosco e supriria nossas necessidades e nos daria vitória contra nossos adversários. No ocidente, onde vivemos, e especialmente no Brasil, como cristãos, não enfrentamos grande desafios de sobrevivência, tanto a nível pessoal, ou mesmo em termos de convicção de fé. O estado de direito e às leis protegem bem e as garantias individuais, em sua normalidade, nos coloca numa situação muito confortável. Não se pode dizer o mesmo, dos nossos irmãos no Oriente Médio, no Leste Europeu e Ásia, e até mesmo na Europa, já há muitas restrições veladas em nome de benefícios ao direito individual. Mas mesmo em nossa realidade, os perigos e desafios espirituais existem e a luta do bem contra o mal, a sedução do mundo e seu sistema, tenta atrair o cristão para um estilo de vida de comodidade e inoperância espiritual que acaba afetando o testemunho e o mover de Deus na vida da igreja. As pessoas são induzidas a fazerem parte de uma igreja, um movimento, mas não de uma fé cristã comprometida e vigorosa. O que é apregoado nos púlpitos é mais um evangelho adocicado de bênçãos e direitos, de um Deus disposto a encher sua vida de bens materiais, como se o acúmulo de bens fizesse prosperar o reino de Deus. Nesse caso, ser um cristão ortodoxo, apegado às raízes da fé genuinamente cristã, só mesmo com ajuda de Deus, aí sim, faremos proezas. Não podemos entender a expressão, “em Deus, ou em Cristo…” como sendo sinônimo de “indo a um templo, sendo gospel, ou fazendo uma campanha!” A idéia é a da unidade, aliança, vida de comunhão e poder andar junto, a ponto de Deus reconhecer a autoridade de utilizarmos o seu nome, em nossa vida e ministério.

Senhor, está escrito que tu és a videira e nós os ramos dessa planta, e que sem estarmos ligados em ti, nada poderemos por nós mesmos. A qualidade da nossa vida e dos nossos frutos, está na conexão contigo. Desligado de ti, não há comunhão de vida e de resultados. Ensina-nos a ver a vida do teu ponto de vista e assim aliados ao Senhor, realizarmos feitos grandes e que glorificam o teu santo nome. Em teu nome, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s