O Poder das Escolhas

Meditação do dia 19/09/2016

Sl 109.17 “Visto que amou a maldição, ela lhe sobrevenha, e assim como não desejou a bênção, ela se afaste dele.

 O Poder das Escolhas – Certamente já lemos as palavras desse texto mais de uma vez e nos pomos a pensar sobre as consequências na vida de uma pessoa em semelhante situação. Somos instruídos o tempo todo a agir pela fé em Deus e nas suas promessas de cuidar de tudo o que diz respeito a nós. Andar pela fé, certamente nos coloca em situações em que agiremos sem os auxílios sensoriais da visão, da audição, do tato, olfato ou até das percepções do coração. É uma questão de escolha! Decidimos confiar em Deus e na sua palavra e agiremos mesmo quando essas ações contrariem a nossa racional capacidade. Escolher amar o bem, indiferente às circunstancias fará com que tenhamos de construir relacionamentos e sustenta-los, onde a lógica nos indica que deveria haver rompimentos e separações. Sempre que esmagamos uma rosa ou uma flor, ficará perfume em nos e ao redor; o mesmo se pode dizer, ao esmagarmos algo ruim, mal cheiroso ou estragado. Afeta a nós e ao ambiente em volta. Amar a bênção nos levará a compartilhar, doar e ceder, e a visão primária é que todos os demais estão sendo beneficiados, enquanto estamos apenas “pagando a conta!” Mas não fazemos essa escolha por ser a mais fácil, a mais lucrativa ou de menor esforço. Fazemos o certo, porque é certo, e porque é isso que se espera de nós, ao menos, nós mesmos esperamos isso. A paz interior de Cristo sempre será o árbitro em nossos corações. Ao refletir sobre o texto, pensamos: “Será que alguém em sã consciência ama a maldição e rejeita a bênção?” Sim, embora não pareça fazer sentido mas é possível sim! Infelizmente. Quando a amargura, o ressentimento, o desejo de vingança, ou até mesmo a negligencia assume o controle da situação, muita coisa ruim é livremente adicionada à rotina da vida e só quanto o estrago já for muito grande é que se percebe. Alguém já disse que o sentimento de ódio e vingança se assemelha a alguém beber veneno pensando que isso vai matar o seu inimigo. A escolha de amar a bênção, por si só, já encaminha para o perdão e a reconciliação. Não só a literatura e a história nos mostra que ações do mal contra os outros, sempre se reverte em destruição dos malfeitores também. Ao escrever o belíssimo capitulo 13 da primeira carta aos Coríntios, Paulo descrevendo o verdadeiro amor, afirma que “…O amor nunca falha!” (I Co 13.8). Afinal, Deus é amor, Deus e eterno, portanto, o amor é eterno e isso significa que ele vai prevalecer! Escolher o caminho do amor e do bem, é escolher por antecipação ficar do lado vencedor. Ame a bênção, rejeite a maldição e tudo que induz a ela.

Obrigado, Pai, por tudo que o amor de Cristo fez por mim e pelos meus. A minha vida teve um novo sentido e um significado muito maior, desde que ele se tornou o centro e a motivação do meu coração. Que a bênção do Senhor esteja sobre a minha vida nesse dia e os teus caminhos me conduzam as veredas da justiça, por amor do teu nome. Escolho, prefiro andar na luz do Senhor e assim rejeitar as sendas do pecado e do mal. Livra-me a cada dia e mantenha-me junto a ti, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s