Prenúncios de Ruína

Meditação do dia 15/11/2016

Pv 16.18 “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda.

 Prenúncios de ruína – Há uma declaração divina registrada em Eclesiastes, que afirma o seguinte: “…Tudo o que Deus faz durará eternamente…” (3.14). Então quando nos deparamos com registros sagrados, fazendo uma afirmação tão categórica como essa de hoje, de que a soberba vem antes da ruína, já se pode determinar que isso então não vem de Deus! Obras soberbas, ações altivas, atitudes de superioridade, demonstrações de segregação e menosprezo pelo semelhante ou por suas realizações, deixam claro que alguma semente ruim caiu nesse coração e que irá destruir algo que poderia ter longa duração. Esses aspectos altamente destrutivos entraram na vida humana pela mesma porta aberta do pecado da rebelião e desejo de independência. Embora todos os atributos bons humanos tenham sua origem na bondade de Deus, que presenteou cada pessoa com aspectos de sua própria imagem e semelhança, para assim desempenhar uma bom e importante papel de coautoria nos processos criativos. Rapidamente a criatura ganha asas e garras e se auto promove à nível de criador e assume uma postura de independência  e auto suficiência, a ponto de rejeitar até mesmo sua origem e sua necessidade de estar conectado a uma fonte maior de poder e conhecimento. Ao utilizar suas habilidades para o estudo e a investigação, sem reconhecer que sua fonte primária de direção é Deus, suas buscas se tornam aventuras perigosas, pois sua grande iniciativa é provar que é único e que Não há ninguém igual ou superior a ele. Tiago, escreveu que Deus resiste ao soberbo, ao mesmo tempo que concede graça aos humildes (Tg 4.6). É muito complicado imaginar uma pessoa cristã, comprometida com o evangelho de Cristo, filha de Deus, se colocando numa situação e numa condição onde Deus vai lhe resistir! Deus resiste ao soberbo, então, qualquer pessoa com atitudes de soberba, vai receber oposição de Deus; isso é terrível. Ninguém é páreo para Deus. Ninguém enfrenta ou confronta Deus e vence ou prevalece. Misericórdia! Precisamos rever todo e qualquer comportamento que nos leve a nos colocar em tal condição. O coração humano embarca muito fácil no engano e cai em laços terríveis. Sem perceber, mas já enganado, alguém facilmente sai da condição de humildade para a arrogância, se vangloriando de ser humilde, de ser simples e não ser como os outros que se tornaram orgulhosos. Jesus citou no ensino sobre a oração, de duas pessoas, uma publicana e outra um fariseu, que estavam no templo para oração. O publicano, taxado de pecador por todos, se quebrantava e pedia perdão a Deus e foi aceito, enquanto o fariseus se orgulhava de não ser como os publicanos, mas ser espiritual, piedoso, humilde e de oração – e foi rejeitado por Deus na sua oração. É fácil, lermos essa história de dizermos com alívio: “”Graças a Deus, que não somos como o fariseu… A sentença é muito pesada: A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda. Não queremos entrar em ruína e muito menos cair, então precisamos dar meia volta, o caminho é o da conversão.

Pai, tem misericórdia de nós, e especialmente de mim! Em nome de Jesus, amém!

Pr Jason

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s