Ser Fraco é Fraqueza

Meditação do dia 23/11/2016

Pv 24.10 “Se te mostras fraco no dia da angústia, a tua força é pequena..

 Ser fraco é fraqueza – Algumas palavras de sabedoria se tornam marcantes em nossa vida, devido exatamente à capacidade de produzir reflexão construtiva. Há outro texto, com expressão semelhante em Jeremias, que me levam a fazer conexão entre eles, pois a mensagem deles trabalham com a pessoa, num momento delicado, quando naturalmente se está vulnerável e humanamente seria aceitável alguma debilidade ou sinal de fraqueza. Mas como Deus lida sempre com o excelente e a idéia de derrota não consta na sua lista, assim os seus adoradores sempre serão estimulados a darem de si o melhor, mesmo em momentos muito difíceis. Pelo que me consta, angústia não é algo desejável de se ter e muito menos é fácil lidar com ela durante sua existência. Qualquer que seja o fator que provoque a angústia, se trata de anormalidade no andamento da vida; quer por um erro cometido, quer erros de outros ou sem participação culposa de quem quer que seja. A angústia pode aparecer por fenômenos naturais, ou alheios à vontade humana, como por uma doença, uma crise ou uma perda considerável. Também pode ser que o estilo de vida ou a situação do momento coloca a pessoa em situação angustiante, ou quem sabe fatores como ansiedade ou reação ao estresse ocasional. Há gente que se angústia pela espera até de alguma coisa boa; outros em vésperas de momentos críticos como viagem, provas escolares, entrevistas de empregos, concorrência ou disputas importantes. A verdade é que a sabedoria de Provérbios, diz que se num momento tal que exigirá muito de si, ao invés de superar-se, a pessoa entrar em choque e ficar apavorado, a tal ponto angustiado que lhe iniba o bom desempenho, então é realmente de pouca força. Sabemos pela experiência da vida, que devemos nos prevenir em tempos de calmaria e paz, provendo-se de forças e acumulando preparo e condicionamento para que nos momentos difíceis, não falte o necessário para se vencer. É exatamente o mesmo princípio da boa administração de estoques e provisões, como faz a formiga no verão, para suportar o rigor do inverno. Conhecemos a fábula da formiga e da cigarra, enquanto uma providenciava alimento e abrigo no tempo oportuno, a outra se punha a cantar; quando o tempo ficou adverso, só uma sobreviveu. Cristãos acumulam energias espirituais na oração, adoração, comunhão, leitura e estudos da Palavra de Deus, em tempos calmos e quando vem os períodos difíceis e que as pressões são fortes e de todos os lados, ele não sente tanto o impacto, ou pelo menos está alicerçado para enfrentar as tempestades da vida. No relato dos construtores sábio e tolo que edificou cada qual uma casa e ambas receberam impactos iguais da tempestade, vento, correntes de águas, apenas uma desabou com grande ruína; mas lembrando que ambas receberam o mesmo grau de adversidade; então as provações virão iguais para que se prepara e para quem não se prepara, o certo é que um já está condicionado a cair. O outro texto que citei inicialmente é Jr 12.5 “Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os cavalos? Se tão-somente numa terra de paz estás confiado, como farás na enchente do Jordão?” A moral deste texto é que se não consigo prevalecer em igualdade de condições com os atuais competidores, que chances terei com outros em condições infinitamente superiores a minha? Se a minha fé não me sustenta bem em situações tão favoráveis como temos no Brasil, com plena liberdade e até apoio oficial, o que será quando aquelas situações apocalíptica descrita nas paginas da Bíblia começarem a acontecer literalmente? Se as pessoas se afastam da fé e da comunhão, só porque alguém não lhe cumprimentou, ou coisa insignificante das relações humanas, como será diante do anticristo? Diante de perseguições valendo vida ou morte em nome da fé? Se não se confessa a fé em Cristo publicamente para não perder a aprovação social, e quando isso valer salvar a pele? Como você reage diante das angústias?

Senhor Deus, está escrito que não permites que sejamos tentados além de nossas forças, mas que juntamente com a tentação, há uma provisão de livramento vindo de ti. Graças de damos, pela forma exemplar como nosso Senhor Jesus Cristo lidou com as provações, tentações e momentos difíceis sem deixar a serenidade e a confiança no socorro divino. Não gostamos de angústias e provações, mas elas são instrumentos de crescimento e aprovação, quando reagimos positivamente em obediência aos teus ensinos e acolhemos as instruções de como prevalecer em fé. Obrigado, pelo socorro e ajuda nos momentos difíceis e pela companhia de amigos e irmãos que nos ajudam e incentivam a continuar firmes, sabendo que a vitória já está garantida em Cristo Jesus. Por hoje, Senhor, socorra os que estão em situação de fraqueza e quase desistindo; que recebam no coração uma injeção de ânimo do teu Santo Espírito e a intercessão dos santos do Senhor. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s