Filhos Sacrificados aos Ídolos dos Pais

Meditação do dia 15/05/2017

 Ez 23.39 – Porquanto, havendo sacrificado seus filhos aos seus ídolos, vinham ao meu santuário no mesmo dia para o profanarem; e eis que assim fizeram no meio da minha casa.

Filhos Sacrificados aos Ídolos dos Pais – Ficamos horrorizados quando lemos na história sobre cultos primitivos onde os pais ofereciam seus filhos em sacrifício aos deuses, em busca de um benefício particular ou coletivo. No Velho Testamento isso era expressamente proibido aos hebreus, na lei de Deus. E da tua descendência não darás nenhum para fazer passar pelo fogo perante Moloque; e não profanarás o nome de teu Deus. Eu sou o Senhor (Lv 18.21). Isso foi lhes dado quando ainda na peregrinação no deserto, antes de entraram na posse da sua terra prometida. Anos mais tarde e depois de muitas rebeliões e atitudes de violação da Palavra de Deus, encontramos esse povo indo para o cativeiro babilônico e uma das razões foi assim descrita por Jeremias: Porquanto me deixaram e alienaram este lugar, e nele queimaram incenso a outros deuses, que nunca conheceram, nem eles nem seus pais, nem os reis de Judá; e encheram este lugar de sangue de inocentes. Porque edificaram os altos de Baal, para queimarem seus filhos no fogo em holocaustos a Baal; o que nunca lhes ordenei, nem falei, nem me veio ao pensamento (Jr 19.4,5). Os anos se passaram e a vida trouxe nossos ares modernos e nossos neologismos para dizer com outras palavras, o que Deus disse para não se fazer e evitar as ciladas da idolatria. Modernamente, troca-se a coleira, mas o cachorro ainda é o mesmo. Tendo uma visão universalizada da fé cristã, cada um define para si mesmo o que é e o que não é idolatria, feitiçaria, paganismo, culto falto, obediência, desobediência e assim, a fé vai se tornando mais e mais permissiva e suavizada para que caiba a todos com suas bagagens pessoais. João, na sua primeira carta, finalizou-a com uma solene advertência: Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém” (I Jo 5.21). Sinceramente, vemos cada vez mais as Escolhas Bíblicas das igrejas mais esvaziadas de crianças, para aprenderem e serem edificadas na fé pelos princípios bíblicos ao mesmo tempo que encontramos essas mesmas crianças com uma agenda superlotada de atividades e afazeres, para satisfazer o anseio e a ambição dos pais e familiares, preparando-as para um mundo mercantil e competitivo, consumista e que cultua esses valores, de tal forma que arrastam todos para uma desenfreada vida onde o espaço para Deus é cada vez menor. O interessante é a colocação bíblica, que se encaixa perfeitamente na realidade que presenciamos todos os dias – os pais fazem esses “sacrifícios” (e admitem o uso desse termo), e correm para chegar a tempo e sair mais cedo das reuniões da igreja, para mais atividades com os filhos. Acendem uma vela para Moloque e vem igreja, pedir a bênção de Deus para os seus projetos de vida, para serem “bem-sucedidos.” As crianças não sabem um só versículo da bíblia ou um princípio da vida com Deus, mas estão muito bem conectadas e cheias de todos os cacarecos tecnológicos, que dominam com precisão absoluta, para orgulho dos pais, que também se valem disso para entretê-los e evitar o relacionamento pessoal. Quando a criança chora, ao invés de ganhar colo, um afago, um abraço e um tempo de qualidade, recebe um aparelho conectado para se acalmar. Haja coração! Mês de Maio na Monte das Oliveiras é Mês da Família, e em muitas igrejas também, mas mais do que separar um mês no ano para refletir, é necessário mudar os hábitos, especialmente os errados e pecaminosos, que trarão danos irreparáveis na vida dos filhos, não pelos aparelhos, mas pelas atitudes subtraídas e oportunidades perdidas ou ignoradas. É tempo de arrependimento e conversão e não deixar que nossos pequeninos seja sacrificados ao ídolos, mesmo os modernos, com bonitos nomes de aplicativos e softwares.

Senhor, precisamos da ajuda urgente para que as verdades da tua palavra sejam compreendidas e contextualizadas na nossa geração, sem prejuízos para a verdade eterna e imutável que são os teus princípios. Se era pecado sacrificar crianças no passado, ainda o é hoje e em qualquer tempo. Se os ídolos atraiam a atenção a ponto de merecer tamanho valor dos pais, eles hoje se modernizaram e mudaram de estética, mas no fundo são tão malignos quanto antes. Desperta o teu povo em tempo de produzir mudanças e salvarmos muitas das nossas crianças que estão próximas demais de tudo isso. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s