O Filho de Davi

Meditação do dia 30/08/2017

 Mt 1.1 – Livro da geração de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.

O Filho de Davi – Para se ter um nome poderoso, alguns fatores precisam estar presentes na vida de uma pessoa, ou acontecer com ela ao longo de sua vida. Um desses fatores é por nascimento; quando a dinastia já em si torna isso possível; Também, vem por herança; quando passa  de pai para filho na sucessão de gerações. Outro modo é quando a própria pessoa faz o seu nome se tornar grande, através de feitos, méritos e claro, muito esforço, de tal forma que faz o seu nome notável. No caso de Jesus Cristo, podemos dizer tranquilamente que pode juntar tudo isso e mais alguma coisa num pacote único; pois ele tem esse nome poderoso, por todos esses fatores. Para começar, ele é filho de Deus; isso é mais do que suficiente para entre os mortais dar-lhe posição de destaque. Humanamente falando, e o colocando no mesmo patamar com os demais, ele é descendente direto do rei Davi; não apenas um dos reis de Israel, mas filho do mais notável deles, o herói de guerra nacional que, ainda adolescente derrotou um gigante que desafiava todo o exército e ninguém se habilitara para enfrenta-lo, nem mesmo o rei Saul. Davi colocou a casa em ordem, expandiu as fronteiras territoriais e unificou e pacificou a nação e deixou tudo pronto para o próximo rei. Davi também foi um notável adorador do Senhor Deus, Jeová, sem falar em seus dotes de compositor, músico, poeta e escreveu coisas que até hoje nos abençoa e edifica; não se restringe o quanto outros poetas, escritores e músicos bebem dessa fonte. Com Mateus, o autor do Evangelho, escreveu diretamente endereçada a um público hebraico, que aguardavam a redenção da nação, a libertação de mais um cativeiro e sujeição à Roma, que muito os debilitava. Espiritualmente os judeus ansiavam pelo cumprimento das profecias que aludiam à vinda do Messias, que seria o grande libertador, não apenas como nação, mas também a vitória espiritual, encaminhando-os de volta à caminhar com Deus; então, algum filho dessa linhagem, teria sem dúvida um nome poderoso. Mas, a vida e a obra de Jesus, aqui na terra, com um ministério poderoso de ensino das Escrituras Sagradas, com uma grande autoridade, até mais que os grandes rabinos de seus dias; seus muitos milagres realizados ao vivo e à cores para beneficiar tantas pessoas e em variação tão grande que nem sendo muito adepto, fica difícil contestar. O que dizer de sua obra expiatória, ao morrer, ressuscitar e ascender aos céus, exatamente como as Escrituras prediziam, e ele mesmo predisse várias vezes? Ser chamado ali, de Filho de Davi, não era apenas uma citação genealógica, mas um título poderoso, de quem em muito suplantaria os seus ancestrais. Pessoas apelaram a esse nome, e foram socorridos, tal qual podemos fazer ainda hoje. “E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim. E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim. E Jesus, parando, disse que o chamassem; (Mc 10.47-49). O filho de Davi, jamais, deixa de atender ao clamor de quem nele confia!

Pai, obrigado por nos dar alguém com um nome tão poderoso e capaz de se fazer respeitar nos céus, na terra e em qualquer lugar. Graças, pelo Filho de Davi e pela vida eterna que ele dá a todos nós. No nome dele, oramos agradecidos, felizes e esperançosos, todos os dias, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s