O Trabalho, a Provisão e a Morte

Meditação do dia 30/10/2017

Gn 3.17 – No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó e em pó te tornarás.

 O trabalho, a provisão e a morte – Sendo necessário defender o pão de cada dia com suor dos rosto, me vem uma pergunta Macalônica (quem lê entenda); Não seria errado trabalhar no ar condicionado fresquinho? Pois a idéia é suar mesmo e daí ganhar o pão! Esquece, só estou agitando as águas, isso não pode ser levado ao pé da letra, pois isso seria difícil de praticar em regiões glaciais e ou de clima frio. Nesse caso, o peso do castigo, ficaria para os moradores de zonas tropicais. Muitas pessoas atribuem o trabalho e o cansaço como consequências do pecado, e isso não é verdade. Adão já trabalhava antes e já tinha ordens de trabalhar. Verdade é que as coisas se complicaram após a queda. O cansaço, a fadiga e todas essas consequências estressantes ligadas ao fator trabalho, está mais relacionado a degeneração e corrupção do corpo humano e as más condições a que  nos expomos, como qualidade da alimentação, repouso, inversão de hábitos saudáveis por nocivos e a correria frenética a que nos impomos. O trabalho produz recompensas e a ganancia e egoísmo produz super jornadas de trabalho e acúmulo de suprimentos e valores e tudo se torna um circulo vicioso e nocivo à vida e à saúde física, mental e emocional das pessoas e como a manutenção não é bem feita e o distanciamento de Deus é cada vez maior, as consequências também. O homem utilizou bem a sua inteligência e criatividade para cuidar da provisão, a princípio alimentar e de proteção e posteriormente veio os desdobramentos mercantis de tudo isso com o comércio, a indústria e assim surgiram os mercados, as finanças e seus bens e seus males. Com o crescimento populacional e os ajuntamentos humanos, a produção e a distribuição de alimentos e produtos se tornaram necessidades e especialidades. Dessas necessidades legítimas, surgiram as especulações e explorações de mão de obra e de pessoas. O trabalho que seria uma fonte de prazer, desenvolvimento de habilidades e suprimentos, foi se tornando um fardo pesado, opressivo e cansativo e ao invés de produz vida, passou a ser um atalho para a morte. Para nós, cristãos e adoradores de Deus e em quem colocamos nossa confiança e ajuda para suprir nossas necessidades, não podemos excluir o Senhor e sua misericórdia de nossas vidas diárias em nome da filosofia mundana de que “é cada um por si e Deus por todos!” entrar numa correria desenfreada, como se tivéssemos de fazer tudo por nós mesmos e Deus ficasse apenas para o departamento religioso, no domingo pela manhã ou à noite. Precisamos trabalhar sim, sermos criativos, laboriosos, econômicos, prestativos, generosos e aplicar bem os talentos e habilidades que recebemos, para suprir nossas demandas e abençoar outros menos favorecidos. Mas não deixemos Deus de fora de nossas vidas, como se a vida fosse uma sentença de morte, onde vamos nos aguentando até tudo acabar. O Salmo 23 é integralmente verdadeiro! As palavras de Jesus no sermão da Montanha são igualmente legítimas. Não tire seus olhos de verdades como: Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas? (Mt 6.25,26).

Graças, Senhor, pelo pão nosso de cada dia, pelo suprimento abundante e generoso que tens dispensado aos teus filhos e às tuas criaturas, todos os dias. Onde há falta desses cuidados, é mais por egoísmo e desequilíbrio no uso e distribuição da parte humana, do que necessariamente falta de suprimentos. Obrigado por Jesus ser o nosso Pão da vida, a Água da Vida e ser ele mesmo a própria vida. Em nome de Jesus nós oramos e apresentamos a nossa dependência e nossa gratidão a ti. Amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s