Com Tenda Sim, Contenda Não!

Meditação do dia 04/03/2018

E houve contenda entre os pastores do gado de Abrão e os pastores do gado de Ló; e os cananeus e os perizeus habitavam então na terra. (Gn 13.6)

Com tenda sim, Contenda não! – Abrão e sua família e empregados e servos em geral moravam em tendas, porque eram nômades e suas vidas seguiam os passos do rebanho. Ter tendas, morar nelas, montar e desmontar tendas fazia parte da vida deles; eram povos com tendas, mas poderiam ser um povo de contendas. Se você gosta de acampar, fazer trilhas e aventuras dessa natureza, certamente você tem uma tenda (barraca). Muitas igrejas costumam promover acampamentos para jovens e adolescentes ao ar livre em lugares bonitos na natureza, próximo à rios, cachoeiras e lagos ou mesmo nas montanhas é muito divertido, radical e a galera gosta disso e faz bem; uma igreja assim tem muitas tendas e barracas que utilizam e poderia dizer que é uma igreja com tendas em abundancia, mas espero que tenha pouca “contenda.” Me perdoem os trocadilhos infames, mas não poderia perder uma deixa dessas, para meditar na importância de boas relações entre familiares, amigos, vizinhos e especialmente na igreja como comunidade de fé. A convivência trás intimidade, que trás conversas, que trás interpretações que nem sempre reflete o que foi dito ou o que foi ouvido. Já é por demais conhecido de todos nós, que comunicação não é o que se diz, mas o que se entende. Então ambos os lados precisam estar em sintonia, senão haverá ruídos. Ter opinião é muito bom e saudável e como vivemos num estado democrático de direito, todos tem direito não só de ter opinião, mas expressá-la livremente, desde que não prejudique ou viole o direito de outros. Saber expressar opiniões é um direito com responsabilidade, porque o meu direito vai até onde começa o direito de outro. Discordar é um direito também inalienável na nossa sociedade, mas é claro que precisamos discordar sem ser desagradável. Nós batistas. Temos a cultura de vida eclesiástica democrática participativa, onde os membros discutem e decidem as questões da igreja. Então, dentro do seu legítimo direito, todos podem propor, apoiar, discutir e votar matérias. Não é necessário ter unanimidade, mas apenas maioria qualificada conforme estatutos e regimentos. Ali discute-se idéias, propostas e elas são aceitas, apoiadas, rejeitadas, emendadas, ressalvas e adendos, vota-se e ganha-se uns perde-se outros e o lado vencedor passa ser a posição de todos, independente do que se pleiteava antes, incluindo discordantes e ausentes. Então, ali se trata de idéias e propostas, não de pessoas – idéias e propostas são aceitas ou rejeitadas, vencidas ou vencedoras, não pessoas, elas continuam sendo irmãos amados, dignas de respeito e consideração. Não é preciso contender, brigar, exacerbar, ofender, maltratar ou distratar. Igreja com tendas sim, contendas não! No dicionário, contender é: manter contenda sobre; brigar, discutir, altercar. entrar em disputa por; disputar, pleitear. O dicionário diz isso; o que a Bíblia diz? Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs” (Tt 3.9). E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor (2 Tm 2.23,24). Não há nada de errado em defender verdades e opiniões, mas cuidado com isso vira mania de contender, aí já é outra coisa: “Se alguém ensina outra doutrina e não concorda com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo e com o ensino segundo a piedade, é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro” (1 Tm 6:3-5). Abrão e Ló e seus servos deviam morar em tendas, mas não deviam viver em contendas.

 

Senhor, obrigado por nos dar um Espírito Santo pacificador e cordado, bem educado e respeitador, sem deixar de ser ousados em Deus. Livra-nos de escorregarmos nos nossos direitos e enveredarmos pelas sendas do pecado e difamação e produzir destruição e tristezas, em vez de alegria e vida. Precisamos continuar olhando para Jesus. Amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s