A Briga dos Pastores

Meditação do dia 05/03/2018

E disse Abrão a Ló: Ora, não haja contenda entre mim e ti, e entre os meus pastores e os teus pastores, porque somos irmãos.” (Gn 13.8)

A briga dos pastores – No livro “A Cabana” uma frase chamou minha atenção de um modo muito distinto, “correntes, ainda que de ouro, são sempre correntes!” aqui desejo destacar a idéia da contenda entre os pastores dos rebanhos de Abrão e de Ló. Não importam as razões, quem era o legítimo dono da promessa, quem estava andando à sombra de quem ou até mesmo a quem Deus fizera a promessa; briga é sempre briga, contenda é sempre contenda. Pastores contendendo e brigando, não importa se são literalmente trabalhadores com animais ou se cuidam de pessoas de igrejas, não cai bem e não deveria haver contenta entre pastores. As ovelhas e por extensão, os rebanhos precisam do cuidado daquelas pessoas que dedicam-se de corpo e alma àquele serviço e quando precisam sair de suas funções para agirem em outras áreas, podem comprometer o trabalho e a segurança do rebanho. Amos os grupos eram servos, ou escravos ou contratados por Abrão e Ló e à eles caberia resolver e dirimir questões administrativas e logísticas ou do que fosse necessário. Uma norma, ou princípio da mordomia de servo é que é responsabilidade do senhor, prover todas as necessidades dos seus servos. É responsabilidade dos servos confiar e obedecer as instruções do seu senhor. Sem isso, toda a cadeia de comando e serviço fica comprometido. Quem ordena um serviço, é responsável pela provisão dos meios e recursos. Quem serve a um senhor não depende dos seus recursos para executar o serviço do seu senhor. Pense nisso nos termos de nossos ministérios atuais: Deus nos mandou pregar o Evangelho por todo o mundo e fazer discípulos de todas as nações. Isso tem custo, exige treinamentos, envios, sustento, cuidados e provisões de diversos níveis. Deus é responsável por financiar sua obra e até sei, para ele não faltam recursos. A igreja precisa andar em obediência e realizar a tarefa que lhe foi confiada. A questão é que muitos querem ir para onde lhes interessa e não para onde o Senhor indicou. Muitos querem aparecer e serem vistos, famosos e para isso não podem estar no lugar que o Senhor mandou, mas no lugar que ele escolhe. Tem gente fazendo ministério da conveniência e da oportunidade e em muitos casos nada tem a ver com a verdadeira vocação divina. Eu sei, e muitos sabem, que a obra de Deus feita da maneira de Deus sempre contará com os recursos de Deus. Os pastores de Abrão e Ló estavam contendendo por coisas que eram da alçada deles e era uma situação onde os dois senhores deveriam resolver, como de fato, Abrão chamou e Ló e fez proposta de solução. Pastores de igrejas, contendendo e dando mal testemunho por assuntos que deveriam levar a Deus em oração e deixar que ele decida o que, quando e onde, estão fora do esquadro. Não fazemos ministério contendendo e disputando.

Senhor, entre com as tuas providencias nas questões que pertencem a tua soberania e que não nos compete promover soluções simplistas para situações complexas. Peço misericórdia para lidar com conflitos e atritos, e assistência da tua misericórdia, para continuar olhando e confiando no teu poder de governar todas as coisas, incluindo a minha vida, em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s