As Notícias Correm

Meditação do dia 18/03/2018

Então veio um, que escapara, e o contou a Abrão, o hebreu; ele habitava junto dos carvalhais de Manre, o amorreu, irmão de Escol, e irmão de Aner; eles eram confederados de Abrão.” (Gn 14.13)

As notícias correm – Gosto de receber boas notícias e acho que não sou o único. Quando temos parentes ou amigos que moram distantes da gente, é muito bom quando alguém aparece e traz notícias deles e se forem boas notícias, melhor ainda. Com a nossa realidade de notícias em tempo real, de certa forma, até perdeu se a graça e a expectativa das notícias, como aqueles que aguardavam cartas e encomendas que vinham de navios do outro lado do oceano; ou mesmo correspondencias que os correios traziam e que com o passar dos anos foram ficando cada vez mais rápidas, e agora mais recentemente, mais demoradas e parece que o ciclo de vida delas estão com os dias contados. Agora é mais virtual, ao vivo e a cores; Mas boas notícias sempre serão boas notícias. Abrão foi surpreendido por um mensageiro que lhe apareceu à porta, e além de trazer uma mensagem, ele era também um sobrevivente, alguém que escapou de uma ataque militar com propósitos de saquear e pilhar riquezas alheias. Fazia pouco tempo que Ló havia se separado de seu tio, que mudara suas tendas de local, em atenção a uma mensagem de Deus. Como já disse antes, as nossas escolhas revelam o nosso caráter e as escolhas que nosso caráter nos proporciona, produzem resultados e pode ser que as pessoas gostem de suas escolhas, mas não queiram os seus resultados, mas uma coisa está diretamente ligada a outra; como se diz: “Quem pede chuva, tem que lidar com a lama!” Ló escolhera para onde iria se estabelecer e em pouco tempo, ele descobriu que aquelas campinas verdes e bem irrigadas, também atraiam a atenção de outras pessoas, com outros interesses e não demorou muito, para seu sonho pastoril, se transformar num pesadelo de cativeiro e espoliação. Abrão por outro lado, fora para o lado oposto e fez amizades com pessoas dispostas a formar alianças de proteção e ajuda mútua. Mesmo sendo o legítimo herdeiro daquelas terras, Abrão nunca lançou mão disso, para ameaçar ou provocar animosidade com os moradores da terra. Abrão, no fundo do seu coração tinha a convicção da missão de evangelizar boas novas às pessoas ao seu redor. Ele compreendeu que seu chamado era para abençoar todas as famílias da terra e isso seria feito de forma sistemática e de geração em geração – portanto, começava com ele e se estenderia pelos tempos por vir. Ele teria que fazer, para aprender e ensinar seus descendentes, para que o propósito de Deus se estabelecesse. Isso é uma causa da irrelevância de muitas igrejas locais onde estão estabelecidas; porque deixam o propósito de serem sal e luz e de abençoar as pessoas, elas agem como se detivessem a verdade como patrimônio pessoal e só distribui para quem concorda com elas. As pessoas que estão ao redor para serem evangelizadas e salvas pela graça de Deus, são vistas e tratadas como inimigas e ímpias, instrumentos do mal contra elas. Quando leem que Deus amou o mundo e deu seu filho, eles veem que Deus “nos ama e deu Jesus para nós” e o resto que se dane…. Como salgar sem estar entremeado? Como iluminar sem estar onde há escuridão? Como salvar pessoas se não estiver onde há perdidos? Abrão certamente esperaria saber que Ló se deu bem, comprara novas fazendas, aumentara seus rebanhos e muitas pessoas estavam cultuando o Deus único juntamente com ele e sua família. Mas não foi isso que ouviu. Ló está preso, foi levado cativo e seus bens foram saqueados e as pessoas escravizadas. Esse é o caminho da dissidência, dos rachas e das separações! Ainda que tenham nomes bonitos nas fachadas, por trás, as razões são as mesmas e os resultados vão sendo expostos dia a dia. “O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; é um escudo para todos os que nele confiam (Sl 18.30). Foque sua atenção nas palavras grifadas: A perfeição dos caminhos de Deus jamais nos levarão ao cativeiro; a autenticidade de sua palavra não induz ao erro e Ele mesmo é escudo para quem confia. Se algo está dando errado, é algo no processo está errado. Ló escolheu seus caminhos e Abrão seguiu a ordem de Deus.

 

Senhor Jesus, obrigado por permitir em tua revelação escrita, a importância da obediência pela fé na vontade do Pai. Obrigado pelo Espírito Santo que orienta aqueles que param para pedir ajuda e informação. Obrigado pelos cuidados e ensinos. Amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s