Entregando o Dízimo

Meditação do dia 25/03/2018

“E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.”  (Gn 14.20).

 

Entregando o dízimo – Plagiando o comercial da Órama (Corretora de Valores), “Onde falar de dinheiro, rende!” Aqui, falar de dízimo, rende. Não vamos claro entrar na questão doutrinária e da postura eclesiástica de grupos distintos, mas meditar na atitude da pessoa de Abrão, à luz daquilo que a Palavra de Deus nos ilumina sobre o assunto. É a primeira citação bíblica sobre o tema, mas a prática era largamente praticada pelas culturas desde antes de Abrão. Ela tem a ver e vem implicitamente no culto a Deus. Dizima e ofertar sempre fez parte do relacionamento com Deus e alguém diz sabiamente que dizimar é uma murava que Deus edificou para proteger o adorador da avareza e mesquinhez. Dizimar tem à ver com o reconhecimento de quem é Deus e quem é o adorador. Deus é o Senhor e dono de tudo. Ao reconhecer isso, é simples o fato de que devemos então tributos por uso de suas propriedades. Assim, reconhecendo que tudo o que sou e tudo o que digo que tenho, na verdade não é meu, mas de Deus, então para evitar a atitude de apropriação indevida dessas posses, pago, devolvo ao Senhor parte desses rendimentos como tributo voluntário e de gratidão pelas bênçãos que tenho recebido. Abrão reconheceu a Deus como o Senhor possuidor dos céus e da terra e como tal, ele era um usuário dessas posses, e como agora estava diante de um sacerdote do Deus Altíssimo, era então o momento adequado para proceder a entrega do tributo a quem de direito. Ninguém fica mais pobre, ou lhe falta alguma provisão porque adora a Deus entregando os dízimos e ofertas para a manutenção a obra do Senhor. Mesmo que hoje, não o fazemos mais em espécie, pois a maioria dos adoradores tem suas receitas e bens convertidos em moedas e assim então entrega-se em valores monetários. Da mesma forma, ninguém entrega dízimos, como uma negociata, para dizer ou representativamente barganhar com o Senhor: “Entrego, X e o Senhor me abençoar com X elevado a 10”. Tudo já é dele. Lembre-se: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo” (Lc 6.38).

 

Obrigado Pai, Deus e Senhor de tudo e de todos, o possuidor dos céus e da terra. Graças, pela oportunidade de compartilhar as bênçãos recebidas. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s