Entregando o Dízimo

Meditação do dia 25/03/2018

“E bendito seja o Deus Altíssimo, que entregou os teus inimigos nas tuas mãos. E Abrão deu-lhe o dízimo de tudo.”  (Gn 14.20).

 

Entregando o dízimo – Plagiando o comercial da Órama (Corretora de Valores), “Onde falar de dinheiro, rende!” Aqui, falar de dízimo, rende. Não vamos claro entrar na questão doutrinária e da postura eclesiástica de grupos distintos, mas meditar na atitude da pessoa de Abrão, à luz daquilo que a Palavra de Deus nos ilumina sobre o assunto. É a primeira citação bíblica sobre o tema, mas a prática era largamente praticada pelas culturas desde antes de Abrão. Ela tem a ver e vem implicitamente no culto a Deus. Dizima e ofertar sempre fez parte do relacionamento com Deus e alguém diz sabiamente que dizimar é uma murava que Deus edificou para proteger o adorador da avareza e mesquinhez. Dizimar tem à ver com o reconhecimento de quem é Deus e quem é o adorador. Deus é o Senhor e dono de tudo. Ao reconhecer isso, é simples o fato de que devemos então tributos por uso de suas propriedades. Assim, reconhecendo que tudo o que sou e tudo o que digo que tenho, na verdade não é meu, mas de Deus, então para evitar a atitude de apropriação indevida dessas posses, pago, devolvo ao Senhor parte desses rendimentos como tributo voluntário e de gratidão pelas bênçãos que tenho recebido. Abrão reconheceu a Deus como o Senhor possuidor dos céus e da terra e como tal, ele era um usuário dessas posses, e como agora estava diante de um sacerdote do Deus Altíssimo, era então o momento adequado para proceder a entrega do tributo a quem de direito. Ninguém fica mais pobre, ou lhe falta alguma provisão porque adora a Deus entregando os dízimos e ofertas para a manutenção a obra do Senhor. Mesmo que hoje, não o fazemos mais em espécie, pois a maioria dos adoradores tem suas receitas e bens convertidos em moedas e assim então entrega-se em valores monetários. Da mesma forma, ninguém entrega dízimos, como uma negociata, para dizer ou representativamente barganhar com o Senhor: “Entrego, X e o Senhor me abençoar com X elevado a 10”. Tudo já é dele. Lembre-se: “Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo” (Lc 6.38).

 

Obrigado Pai, Deus e Senhor de tudo e de todos, o possuidor dos céus e da terra. Graças, pela oportunidade de compartilhar as bênçãos recebidas. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s