Escudo e Galardão

Meditação do dia 27/03/2018

Depois destas coisas veio a palavra do SENHOR a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão.”  (Gn 15.1)

 

Escudo e Galardão – “As palavras do Senhor são palavras puras, como prata refinada em fornalha de barro, purificada sete vezes” (Sl 12.6). Qualquer que seja o sentido que imaginarmos sobre a palavra “pura,” num contexto de bondade, verdade e confiabilidade, tá valendo. Também podemos pensar no sentido de exatidão e precisão. Deus, o Senhor tem completo domínio do uso do idioma para expressar ao homem o que realmente é necessário. Não se incorre no risco de dizer e depois refazer a expressão porque não era exatamente isso que pretendia expressar. Ao crermos na inspiração das Escrituras, acreditamos na supervisão exercida pelo Espírito Santo sobre os autores humanos da Palavra de Deus, de forma que não erraram, não se confundiram e nem adulteraram o conteúdo da revelação divina. Também faz parte da nossa fé, reconhecer que um Deus tão grande, Onisciente e que governa perfeitamente bem todas as coisas, fosse incompetente na produção de sua revelação escrita aos homens. A Bíblia é digna de crédito e mesmo com as liberdades e licenciosidades modernas na produção de literatura e impressão, os originais são fartos e há bons arquivos e fontes confiáveis que não se perderão em meio as inovações e possíveis manipulações dos textos. Mas mesmo assim, me sinto muito confortável, porque a minha fé me leva a verdades que garantem que os verdadeiros originais, permanecem no céu, com o autor. “Para sempre, ó Senhor, a tua palavra permanece no céu” (Sl 119.89). Após Abrão passar por experiências novas como entrar numa batalha militar para salvar Ló, seu sobrinho, conseguir uma vitória plena e voltar em paz para casa e encontrar-se com reis e especialmente ser abençoado por Melquizedeque, o sacerdote do Deus Altíssimo, as coisas não voltaram ao normal, por assim dizer. Deus se lhe revelou por meio de uma visão, uma manifestação na dimensão espiritual, onde por meio do exercício das faculdades do espírito humano, ajudado pelo Espírito Santo, o homem acessa os níveis de comunhão com Deus e recebe instruções e conhecimentos, que permanecem com a pessoa após a experiência, de forma que elas podem ser acessadas pela mente e emoções e transmitidas em linguagem humana. As palavras ditas por Deus a ele são fortes indicativos de seu estado interior em relação aos últimos fatos ocorridos, pois inicialmente ele é confortado e animado por Deus. Quem precisa de ouvir palavras como “não temas” ou “sou teu escudo” e “sou teu galardão?” Certamente, com todas as letras é alguém que está temeroso, inseguro e precisando de proteção. Ele havia acabado de libertar pessoas e bens das mãos de cinco reis perversos e opressores que saquearam quatro reinos ou cidades-estados, sem que ninguém os detivessem. Acabara de devolver as pessoas e os bens a esses reis, que não eram nada piedosos e poderiam muito bem empreenderem uma vingança contra ele e seus empregados e servos, que eram pacíficos e se ocupavam de pastoreio e não de guerras e saques. Abrão havia acabado de rejeitar recompensas materiais e tesouros oferecidos pelos libertos e com tanta coisa na cabeça e não é de admirar se alguns dos amigos e confederados dele ou até mesmo servos e empregados não estavam com ares de reprovação, pois se Abrão não precisava de ouro e prata e bens oferecidos, eles sim e seria uma chance na vida de terem alguma coisa, conseguida com esforço e risco de vida e o patrão rejeitara. Nesse contexto, Deus responde suas indagações e coloca paz no seu interior. Amados, vocês e eu também passamos por provas e sofremos pressões financeiras, de saúde, de oportunidades e recebemos ofertas e pela fé ou vocação, abrimos mão, ou nos são negadas pelas mesmas razões e podemos ouvir e perceber nos familiares e parentes, amigos e etc. sobre escolhas e oportunidades que estamos deixando passar… Deus também é nosso escudo e galardão e também quer que não temamos nem o presente e muito menos o futuro. Ele nos guiou até aqui e sua fidelidade seguirá conosco, porque sua mão não está encolhida para não salvar. Recompensas desse mundo, ficam nesse mundo, recompensar eternas, permanecem eternas e para a eternidade. Não aceite se comparar ou equiparar com o padrão humano e mundano de bem estar, riqueza e prosperidade e assim azedar o coração e quebrar a comunhão e o relacionamento com Deus. Não troque o melhor pelo bom e nem o eterno pelo temporário. Escudo e Galardão!

 

Senhor Deus e Pai, graças te rendemos e declaramos a nossa confiança na tua capacidade de cuidar de nós e nos ensinar o verdadeiro valor das riquezas e bens do teu jeito e para teus propósitos. Temos o precisamos e até mais, pela tua generosidade e somos agraciados diariamente com bênçãos sem medida e ajuda para vencermos e fazermos para ti aquilo que por nós mesmos não podemos. Obrigado por ser nosso escudo e galardão, socorro bem presente quando mais precisamos. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s