O Fundo do Poço

Meditação do dia 28/05/2018

E disse: Tomarás estas sete cordeiras de minha mão, para que sejam em testemunho que eu cavei este poço.”  (Gn 21.30)

O fundo do poço – Quem não conhece ou não se lembra da expressão brasileira sobre alguém estar ou ter chagado ao fundo do poço? É sinônimo de fracasso total, ter se afundado tanto que pouco lhe resta em termos de esperança. Complementando a essa expressão, que se torna um condição de vida, há as variações dos mais otimistas quanto a situação. Uma delas diz que “a vantagem de se chegar ao fundo do poço, é que agora tem mais para onde descer,” então qualquer ação terá que ser para o cima. E uma segunda verdade sobre estar no fundo do poço é que ensina, que a medida mais sábia que alguém que está no fundo do poço pode tomar, é largar a pá. Claro, se continuar cavando, vai descer mais ainda. Mas no caso de Abraão, não se aplica estas idéias, pois estava ele lutando e tratando de propriedades físicas e literais, eram poços mesmos, cisternas, cacimbas ou nomes similares conforme as diversas regiões do Brasil. Para quem vivia num território de predominância desértica, e com atividades no ramo pastoril, é, Abraão era do agro negócio, fazendeiro forte; água era um bem extremamente precioso e disputado. No decorrer da leitura bíblica encontramos outros personagens em disputas e litígios por poços de água. Abraão havia cavado e encontrado água, o que era um tesouro, mas vieram os espertalhões nativos e forçaram a barra, alegando que o poço lhes pertencia por alguma razão e acabaram levando na marra. Abraão não quis enfrentar e partiu para cavar outros poços e novamente encontrou água e desta vez com a visita do rei local ele então reivindicou oficialmente o reconhecimento da parte do rei, o que lhe garantiria pacificamente os direitos de posse. Posso ver algumas lições que podemos ter proveito, uma vez que quando Abraão apresentou sua queixa ao rei ele obteve como resposta, que o rei não fora informado por ele da demanda e não tinha também como saber quem foram os autores. Posso aplicar aqui, a idéia de reclamarmos algo com Deus sobre algum resultado negativo de nossos esforços ou a apropriação indevida de alguém de algo que legitimamente estávamos considerando nosso. Mas na verdade não oramos e não falamos antes com
Deus sobre a questão e não pedimos proteção ou discernimento sobre isso. Vamos procurar respostas em alternativas humanas e naturais, deixando de lado quem realmente poderia ter agido em nosso favor desde o princípio. Uma segunda lição é que precisamos cavar nossos poços. Somos os verdadeiros donos da terra, herdeiros das promessas, mas isso não vai fazer a água jorrar na superfície da terra, ainda assim teremos que cavar e cavar fundo até encontrar o que precisamos. O lençol freático é uma bênção e um tesouro dado por Deus; mas ainda assim, vamos precisar de pás, picaretas e muito esforço para ter acesso a água. Eu e você sabemos e temos muitas e inúmeras promessas divinas para nós, nossa casa, nossa família, nosso ministério, nossa igreja e até nossa nação; mas saber disso apenas, não é suficiente. Temos que cavar. Temos que estudar, evangelizar, aplicar disciplina nos filhos, aprender a gerenciar as finanças, os relacionamentos e lidar com os adversários nativos que pretendem se apropriar daquilo que é nosso. Para alguns é preferível a briga e apropriar-se dos poços dos outros do que cavar o seu. Nós queremos ter tudo aquilo que é de
Deus para nós e com graça e sabedoria, cavaremos nossos poços. Aqui, no fundo do poço, tem é bênçãos e soluções. Então, vamos cavar!

Obrigado Pai, por disponibilizar o teu favor e o teu conhecimento a todos, mas é preciso trabalhar para encontrar as soluções e encontrar as respostas. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s