Lenha em Ordem

Meditação do dia 16/06/2018

 E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar e pôs em ordem a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha.  (Gn 22.9)

 Lenha em ordem – Abraão era um adorador, eu sou um adorador e você que está lendo esta meditação, também certamente é um adorador(a). Não somos adoradores profissionais, mas professamos uma fé no valor e na importância da adoração. Também adoramos voluntariamente, por resposta de gratidão ao amor e a graça de Deus ter nos alcançado com perdão e redenção. Reconhecemos que só Deus pode ser adorado e que também só a ele, o que reconhecemos como O ÚNICO Deus verdadeiro recebe o nosso culto e a nossa adoração. Isso é algo de uma fé exclusivista e isso não é uma pecha nem uma depreciação para nós. Somos de fato radicais e ortodoxos nisso, mesmo vivendo hoje numa sociedade cada vez mais plural e lassa e leviana, tentando abraçar tudo e abrigar tudo e todos debaixo de um único guarda-chuva. Preferimos nos molhar, mas nesse celeuma ecumênica, não entramos. Deus é um só, único verdadeiro e fechamos com ele e ele conosco. Como aqueles três jovens diante da estátua levantada pelo rei Nabucodonosor na Babilonia: nem é preciso mandar a bandinha tocar de novo, por Deus vai nos livrar ou vamos virar churrasquinho, mas quanto à questão de prostrar e adorar estátua ou outros deuses, já estamos certos e definidos. Isso é um preambulo do que quero compartilhar com vocês. Se somos adoradores do Senhor nosso Deus, e de fato somos; e se ele é exclusivista e tem zelo pelo tipo de culto e adoração que recebe e ensina como se faz, todos nós precisamos estar cientes de como fazer e não está em discussão se gostamos ou não, se preferimos A e não B; preferimos, aceitamos, fazemos e praticamos aquilo que é agradável a quem vai ser adorado; a vontade dele é que precisa ser satisfeita e a nossa satisfação e alegria está em agradá-lo com aquilo que fazemos. Culto só se presta a Deus e só nas condições dele, isso é inegociável. Para cada ritual ou cerimonia, havia um tipo ou forma e até que oferenda poderia ser oferecido e quais variações ou elementos poderiam ser agregados. Adorador experiente sabia tudo isso; adorador inexperiente seguia instruções e acatava instruções dos mais experientes até estarem habilitados para executar os atos com autonomia. Então acender um fogo, ou fogueira para se aquecer ou assar uma carne, não era a mesma coisa que acender o fogo num altar para cultuar a Deus. O adorador sabia a diferença disso e aprendia como arrumar a lenha num caso e no outro, pois as finalidades eram de fato diferentes. A lenha literalmente era o combustível que alimentava as chamas do fogo que consumiria a oferta depositada no altar. Quem é do ramo, sabe que há madeira boa para queima e há madeira boa e própria para brasa ou fogo mais consistente e duradouro, o suficiente para consumir o holocausto. Trazendo para nós hoje, nossa adoração é feita em Espírito e em Verdade, não é mais físico, material; o altar que se levanta e se coloca em ordem não é erigido com materiais físicos, alvenaria, pedra etc. Nosso coração ou nosso espírito, nosso homem interior é esse altar. O que é ali ofertado não é mais uma vítima cruenta, segundo a Nova Aliança é outra coisa: Portanto, ofereçamos sempre por ele a Deus sacrifício de louvor, isto é, o fruto dos lábios que confessam o seu nome” (Hb 13.15). Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo” (I Pe 2.5). Sendo assim, a lenha que o adorador utiliza, que é o combustível que alimenta a chama que consome e valida a oferenda, trata-se da MOTIVAÇÃO pessoal. O que é que te apaixona, que consome você inteiramente e te leva a fazer o faz com o custo que custar, com o sacrifício que for necessário? Por que você faz ministério? Porque suporta lutas, provas, tribulações, perseguições mas não abre mão e desistir é uma palavra que não faz parte do seu dicionário? Muito bem, não é só ter motivação ou muita motivação, mas ela precisa estar colocada em ordem, antes de atear fogo. Paulo disse que muitas pessoas pregavam o evangelho, uns por orgulho, outros por contenda, e outros por entenderem ser uma vocação divina e aí de quem não fizesse bem feito o seu trabalho. Isso, é mais do que levantar cedo, de madrugada, ou ficar acordado até mais tarde, ou sacrificar algo para ter esse tempo; a motivação precisa estar certa e na ordem certa. A lenha não pode ser apenas a lenha boa e certa, mas também colocada em ordem, para que o todo seja perfeito. Amém? Vamos repensar algumas coisas? Estou nessa também!!!!

Pai, obrigado por nos dar o privilégio de ser teus filhos, adoradores e podermos fazer isso sob as tuas instruções de fazê-lo em espírito e em verdade. Obrigado por nos fornecer o fogo santo do teu Santo Espírito e fazer essas chamas arderem em nossos corações. Desejamos agradar de coração inteiro e alegre ao Senhor e apresentar um culto que seja aceitável e que fato glorifique e seja como gostas e mereces. Dá aos teus filhos o discernimento de como melhorarmos mais e mais a cada dia e irmos aperfeiçoando sempre, em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s