O Substituto

Meditação do dia 22/06/2018

 “Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho.  (Gn 22.13)

 O Substituto – A história da redenção é uma história de substituição. O homem pecador não tinha e não tem condições e nem recursos para cobrir os custos de sua libertação. Por mais que se tenta, ainda falta, pois o valor da redenção de uma alma é de fato caríssima. Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele. (Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre), para que viva para sempre, e não veja corrupção” (Sl 49.7-9). Como raça humana, precisamos admitir nossa corrupção espiritual e a incapacidade de resolvermos os problemas advindos do pecado que grudou em nós. Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer. Não há ninguém que entenda; não há ninguém que busque a Deus. Todos se extraviaram, e juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só” (Rm 3.10-12). É nessa condição que Jesus veio ao mundo para ser o mediador e não só mediar a situação, mas intervir, servindo como substituto do pecador desqualificado. Foi assim que João Batista o apresentou aos seus dois discípulos, No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (JO 1.29). Quando Abraão olhou e viu aquele carneiro enroscado pelos chifres no arbusto, ele sabia que havia encontrado o substituto para o seu filho. Isaque não morreria, mas alguém assumiria aquele lugar sobre a lenha colocada em ordem. Adão não morreu lá no Éden, mas um animal foi vitimado e suas peles se tornaram em vestes para cobrir a nudez do casal. Eu não morrerei e nem você, porque Cristo se colocou em meu lugar, eu seu lugar como uma vítima inocente no lugar de uma vida pecadora. Os nosso pecados caiu sobre ele, e a sua justiça recai sobre nós. Mas o que se deve levar em conta, é que a redenção existe, é real, está aplicável e para nós, é gratuita, pela graça de Deus através de nossa fé em Cristo. Mas para Deus, custou a vida de seu filho amado; para Jesus custou sua vida. É de graça, mas tem um preço. Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus” (I Co 6.20). E não poderia faltar o clássico de Pedro: Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado” (I Pe 1.18,19).

Obrigado Senhor, por tão grande salvação e pela redenção completa que há em Cristo Jesus, o Cordeiro verdadeiro que tira os pecados do mundo e nos coloca em boas condições diante de ti. Em nome dele, agradecemos, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s