Jeová-Jireh

Meditação do dia 23/06/2018

 “E chamou Abraão o nome daquele lugar: o Senhor proverá; donde se diz até ao dia de hoje: No monte do Senhor se proverá.  (Gn 22.14)

 Jeová-Jireh – Deus sempre proveu as necessidades humanas. Foi assim desde o início: Adão – um Jardim, a comunhão, os recursos, uma companheira – Eva, autoridade para administrar, perdão quando pecaram, etc. Noé – Salvação para ele e sua família, preservação de toda a espécie humana através dele, o projeto da arca como meio de salvação, o recomeço de tudo com as boas promessas e uma aliança, etc. Abraão – Destino orientado, uma pátria, as muitas promessas, uma aliança de bênção para ele e suas posteridade, bênção de prosperidade e um filho como herdeiro dele e das alianças.  A lista de provisão de Deus é infinita e em toda natureza de necessidades. Na experiencia de Abraão, temos a figura de Deus e seu plano de redenção sendo providenciado por obra de amor e graça. Abraão simbolizando ou tipificando a Deus que dá o seu filho em sacrifício. Isaque tipificando a Cristo, levado inocente para a morte. Também Isaque tipificando o pecador substituído por alguém que morre em seu lugar. No terceiro dia, Abraão recobrou seu filho, como ressuscitado da morte. A iniciativa de alcançar o homem é sempre de Deus, que providencia tudo. Sl 23.1 – O Senhor é meu pastor e nada me faltará, porque Deus provê! I Co 10.13 – “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” Nas provações podemos vencer, porque Deus providencia os meios de escape. Quando os filhos de Deus não conseguem confiar e descansar nas provisões de Jeová-Jireh, isso cria uma zona de conflito internamente, que provoca grandes medos de percas e sofrer prejuízos e até ficam alucinados, meio paranoicos, com invejas e cobiças sobre o que testemunham na vida de outras pessoas ao seu redor. Em  Mt 6.24 Jesus ensinou que  “Não se pode servir a dois senhores…” Esses elementos forçarão a pessoa a um comportamento ambíguo, com mecanismos próprios de compensação que fere a mordomia cristã. A pessoa fica materialista, egoísta e disfarça sua carnalidade com a máscara de  previdente, econômico etc. Gn 13.7-12 – Abraão permite que seu sobrinho Ló, escolha primeiro, quando a  promessa da terra era para ele e sua descendencia. Gn 14.21-24 – Abraão resgata Ló e não aceita bens de ímpios, para não comprometer seu testemunho. Gn 23. 9,10, 15,16 – Abraão faz questão de não tirar proveito próprio na oportunidade de compra do terreno para sepultura de Sara. Dt 8.12-18 – Deus deixa um lembrete para não esquecer quem providencia tudo. “Para não suceder que, havendo tu comido e fores farto, e havendo edificado boas casas, e habitando-as,
E se tiverem aumentado os teus gados e os teus rebanhos, e se acrescentar a prata e o ouro, e se multiplicar tudo quanto tens, se eleve o teu coração e te esqueças do Senhor teu Deus, … Que te guiou por aquele grande e terrível deserto de serpentes ardentes, e de escorpiões, e de terra seca, em que não havia água; … Que no deserto te sustentou com maná, … para te humilhar, e para te provar, … E digas no teu coração: A minha força, e a fortaleza da minha mão, me adquiriu este poder. Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.”
2  Sm 24.24 – O princípio espiritual de culto a Deus praticado por Davi. “Não oferecerei ao meu Deus, holocausto que não me custe nada.” 1 Cr 29.3-13 – Davi se mostra generoso e reconhece Deus como a fonte de tudo. Lc 6.38 – Recebemos na mesma proporção que damos. Fp 4.6 – Não ficar ansioso, por que Deus providencia tudo no tempo certo. Podemos concluir que a maior manifestação de Jeová-Jireh em nosso favor está em Jesus Cristo. Jesus é o cordeiro que Deus proveu para pagar nossa culpa e morrer em nosso lugar. (Jo 1.29) I Pe 5.7 – “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” Quão significativo foi Abraão nomear aquele lugar tão marcante na sua vida e na vida de seu filho, e porque não, em nossas vidas milhares de anos depois e para toda a eternidade, com um nome que expressa uma revelação do caráter do seu Deus, do nosso Deus. Jeová-Jireh, o senhor sempre proverá!!!

Pai, é sem palavras da nossa parte, para expressar o quanto o teu nome é santo e significativo para nossas vidas. Obrigado pelas provisões contínuas e redentoras, disponíveis a nós pela vida de Jesus Cristo, que se entregou na cruz. Obrigado pela nossa salvação. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s