O Peso do Testemunho

Meditação do dia 02/07/2018

 “E responderam os filhos de Hete a Abraão, dizendo-lhe: Ouve-nos, meu senhor; príncipe poderoso és no meio de nós; enterra a tua morta na mais escolhida de nossas sepulturas; nenhum de nós te vedará a sua sepultura, para enterrar a tua morta.”  (Gn 23.5,6)

 O Peso do Testemunho – Estamos mais do que conscientes do nosso papel de sermos sal e luz nesse mundo. Todos sabemos que isso tem tudo à ver com o nosso testemunho de vida e conduta no meio em que lidamos. As pessoas não cristãs ao nosso redor estão de olho em nós e em nossas atitudes. Ainda que eles não tenham um compromisso de viverem esses valores da nossa fé, mas eles sabem que o certo é assim; de forma que se algum de nós, “pisar fora do quadrado” eles gritam logo e apontam que não é assim que deveria estar sendo feito. Com a lassidão doutrinária e um evangelho diluído em mensagens de auto ajuda e a complacência com o pecado nas vidas não podendo exortar, para ferir os direitos e garantias individuais do estado democrático de direito, de organismo vivo a igreja vai se vendo mais uma organização agonizante e de mãos dadas com a conivência ao erro. Mas a verdade de Deus não muda! O caráter de Deus não muda! Os propósitos do evangelho não mudam! Deus só tem compromisso com sua Palavra e com os que estão comprometidos com a verdade da Palavra. Naquele grande dia, todos irão comparecer diante dele e então se verá a perfeição da imutabilidade, santidade e justiça daquele que tudo vê, tudo sabe e tudo pode. Viver de maneira digna do evangelho como recomendou o apóstolo São Paulo, é um imperativo na tarefa de anunciar as boas novas de salvação. “Rogo-vos, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz” (Ef 4.1-3). Abraão vivia já por muitos anos entre aqueles povos nativos, com seus costumes e religião pagã, com adoração falsa e rituais estranhos à fé de Abraão. Ele vivia a sua fé e embora tivesse alianças comerciais e de segurança com eles, a amizade e a convivência não influenciou sua fé. ele gerou influencia na vida deles, que testemunhavam o quanto ele era abençoado e como a sua relação com esse Deus diferentes, sem representação física, cuidava dele e dos seus. Quando Abraão veio solicitar uma permissão de compra de uma espaço para sepultura de Sara, eles o trataram como um “príncipe poderoso” diante deles e ninguém ali, negaria o direito e a autoridade dele em utilizar qualquer espaço que lhe interessasse para sepultar sua falecida esposa. O propósito de abençoar as pessoas e as famílias de toda a terra, não era uma tarefa que estar no porvir; o campo de trabalho de Abraão estava ali na sua frente, e ele não se omitia. A ordem que chamamos de “A Grande Comissão” nos leva a relacionamentos e envolvimento com pessoas e culturas, e o nosso testemunho irá abrir as portas para que aqueles corações sejam alcançados com a graça transformadora de Cristo. “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra” (At 1.8). O poder e a unção do Espírito Santo nos foi dado para sermos testemunhas da pessoa de Jesus Cristo, o que ele foi, o que fez, o que faz ainda hoje e o que fará ainda. Com toda certeza, nossas palavras comovem, mas o nosso testemunho, arrasta! O evangelho pregado, mas não vivido é apenas um discurso moral e religioso, que pode ser um peso enfadonho para os ouvintes. O poder do Evangelho está na transformação que ele faz na vida de qualquer pessoa que põe sua fé em Cristo. Não basta ter a doutrina certa, mas vive-la de forma que as pessoas vejam e percebam a diferença que faz. O que as pessoas ao meu redor e ao redor estão dizendo por conviverem conosco? Isso importa, e muito!

Senhor Jesus, tu és o modelo de vida e prática de como se faz a vontade do Pai e se pratica as verdades da Palavra de Deus. Obrigado por nos dar o seu Santo Espírito para nos guiar a toda a verdade e nos permitir testemunhar o que tens feito em nossas vidas, para guiarmos outros a te conhecer e te servir. Obrigado pela ajuda. Amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s