Serva Em Fuga

Meditação do dia 02/09/2018

 E afligiu-a Sarai, e ela fugiu de sua face. E o anjo do Senhor a achou junto a uma fonte de água no deserto, junto à fonte no caminho de Sur.”  (Gn 16.3)

 Serva em fuga – somos agradecidos ao Senhor nosso Deus pela sua proteção e cuidado que tem para com as nossas vidas. Todos que estão em dificuldade ou aflição, querem livramento e proteção mesmo que não aprenda nada daquilo; deixar de sofrer já é considerado uma bênção. É preciso considerar que estamos vivendo dentro de um contexto de servos de Deus e que os seus planos são maiores e melhores do que sabemos ou entendemos. Crer que nossa vida está sob os cuidados do amor de Deus, leva a crer que os eventos que sucederem, também estão sob esses mesmos cuidados e não trabalham contra nós, mas à favor de nós. Teoricamente, todos amam o ensino de Romanos 8.28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Digo teoricamente, porque na prática, as pessoas não gostam de pensar ou aceitar que lutas, provas, dificuldade, perseguições, prejuízos, danos e perdas, possam contribuir para alguma coisa boa na vida. MAS PODEM! Tanto podem que Deus faz uso dessas coisas com muita frequência para ensinar, e treinar os seus filhos. Até quando erramos, podemos aprender e tirar proveito. O pior erro na vida é aquele do qual nada se aprende. Sara e Agar se desentenderam e Abraão deu carta branca para a esposa resolver como melhor se parecesse e ela resolveu do seu jeito. Não se houve agressão física, só verbal, emocional ou ameaças; mas Agar se viu afligida e fugiu para escapar. Não fazendo outros tipos de juízos de valores e responsabilidades sociais, culturais e etc. Uma pessoa na condição de subalterna, sofrer processos de maus tratos é ruim, pois o que se espera é que quem está em posição de autoridade acima, proteja, seja justo e faça o que é certo. Mas sabemos que a vida não como gostaríamos que fosse e muito menos como queremos que seja. A vida é a vida como ela é; convivemos com isso, ou nos perdemos ainda mais. Agar fugiu e alguém a encontrou num poço, onde deve ter parado para descanso e saciar a sede. Um anjo do Senhor lhe apareceu. Porque Deus se envolveu numa operação dessas? Ela era apenas uma serva em fuga, escorraçada pela sua Senhora. Claro que não! Era uma pessoa, com valor e dignidade, estava grávida em situação de vulnerabilidade; o filho era de Abraão, amigo de Deus e estava nos propósitos divinos, ainda que fruto de uma barbeiragem de avaliação do casal de patriarcas. Nenhuma pessoa é sem importância diante de Deus. Se Agar não foi salva “DA” situação, ela o foi “NA” situação. O livramento pode não vir na hora e na forma que queremos ou esperamos, mas Deus providencia para tudo aconteça de forma que o melhor apareça e todos apendam com a crise.

 

Pai, obrigado, por saber o que fazer, quando fazer e como fazer. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s