Um Filho

Meditação do dia 07/10/2018

 “E Agar deu à luz um filho a Abrão; e Abrão chamou o nome do seu filho que Agar tivera, Ismael.”  (Gn 16.15)

 Um Filho – Há coisas na vida que não tem como ensinar, apenas se pode aprender. Uma dessas coisas é a paternidade/maternidade. Por mais que a pessoa se prepare, estude, leia, faça cursos antes e até mesmo tenha cuidado de crianças e de bebês, como irmãos, sobrinhos, nada se compara a experiência de ter o seu próprio filho. Não existe palavras que descreva o tipo de alegria e contentamento, ainda que num misto de apreensão e preocupação em responder um monte de perguntas que insistem em aparecer na cabeça da gente. No final, dá tudo certo! Nem todos levaremos o troféu de melhor pai/mãe do ano consecutivamente, mas é maravilhoso. Aquelas fases onde os filhos são inteiramente dependentes e somos os supridores de todas as suas necessidades e nos desdobramos para dar conta. Em muitas situações temos recorrer à ajuda especializada, de nossas pais e avós; até que as inseguranças passem, até certo ponto, porque à medida que eles crescem, proporcionalmente também crescem os cuidados e os perigos ou riscos. Mas nada disso pode ser ensinado, só aprendido, ao vivo, no dia a dia e não tem outro meio. Ismael ao nascer era o primeiro filho de Abraão, que mui provavelmente mesmo sentindo a aversão de Sara, ainda assim, era um filho que ele tanto queria e desejava. Ismael não tinha nenhum poder em si e nem controle da situação, mas a sua vida fazia sentido para aquele senhor octagenário. Para a mãe, aquela criança era um passaporte para sua liberdade futura e uma razão estreitar sua relação com Deus que lhe fizera promessas de um futuro melhor. Quem tem um bebê os braços está diante de uma promessa e de uma semente de enorme potencial. A fé que os pais precisam desenvolver em relação aos seus filhos, precisa ser forte e genuína, porque ainda que hoje, não vislumbramos a formação de novos patriarcas e novas nações, mas temos um reino sendo implantado e uma eternidade toda para ser vivida, dentro das promessas de Deus. Você e eu não podemos aceitar uma idéia de que tudo se resume em nós mesmos e que nossa parte é tão somente ajudar nossos filhos a crescerem e arrumarem um emprego e assumirem a responsabilidade por suas despesas. Isso é muito raso e muito medíocre diante daquilo que cremos em termos de cristianismo e eternidade. Precisamos de discernimento e compromisso de tempo integral com o reino de Deus e com o Senhor desse reino.

 

Senhor, graças te damos pela beleza da paternidade e da nossa responsabilidade com o progresso do reino dos céus. Somos participantes de um grande projeto e entendemos o quanto nossos filhos são vitais para o futuro à nossa frente. Oramos por sabedoria e discernimento espiritual para nossa geração e nossa parte no preparo dos valentes do Senhor que irão em frentes conquistando e semeando a verdade de Deus, geração após geração. Abençoamos os pais e seus filhos que já estão compreendendo o seu papel e buscamos graça para gerar influencia poderosa em Deus em nossos dias. Em nome de Jesus, amém.

 

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s