Progressivamente

Meditação do dia 14/01/2019 

E engrandeceu-se o homem, e ia enriquecendo-se, até que se tornou mui poderoso.”  (Gn 26.13)

 Progressivamente – A aliança celebrada por Deus com Abraão era muito abrangente e era suficiente para alcançar todos os aspectos da vida dele e dos seus descendentes futuros e ainda fora ratificada com o próprio Pai da fé e agora que chegou o tempo próprio de Isaque, os termos e os recursos dela entraram em vigor imediatamente. Repetindo: Os pais são responsáveis pelos seus filhos e uma geração é responsável pela próxima geração. A fidelidade do Senhor sempre se manifestará sucessivamente na vida e na geração daqueles que o temem e o servem. Quem tem o privilégio de servir a Deus como herdeiro de uma linhagem de fé, sabe que o favor do Senhor esteve com seus avós e pais, está contigo e irá prosseguir com seus filhos sucessivamente, porque o nosso Deus é um Deus de alianças e de bênçãos geracionais. Estamos vendo isso na vida de Isaque, encontramos isso nas Escrituras inteiras e até posso citar aqui o exemplo do Rei Davi, que foi um homem de Deus, amado, consagrado e fiel e por isso recebeu os benefícios de serem o real senhor do trono para si e para seus descendentes, até a eternidade, através de Jesus Cristo. Na passagem do trono para Salomão, o Senhor prometeu-lhe continuidade do trono paz prosperidade, confirmando com Salomão as promessas feitas a Davi e até afirmou que o tomaria como filho e se ele pisasse na bola, seria disciplinado e corrigido, mas as promessas permaneceriam. Isso deve ser suficiente para acalmar os nossos corações quando pensamos em nossos filhos e nas próximas gerações em relação à fé e ao temor de Deus. Nós, os pais, somos bastante nepotistas, ou severos nas avaliações que fazemos; uns são tão permissivos que os filhos se enveredam pelo pecado e erros grosseiros e os pais fazem vistas grossas e dizem que no fundo são “apenas crianças, e são gente boa!” Outros são tão rígidos que nunca estão satisfeitos com os bons resultados filhos, nada que eles fazem é suficiente e bom o bastante; ainda tem aqueles que admiram e entendem os esforços dos filhos, mas nunca reconhece diante deles, nunca lhes elogiam ou parabenizam. Ainda acredito que o equilíbrio é a melhor medida. Nem tanto ao céu e nem tanto ao mar; mas entre um e outro, ser pródigo e generoso é melhor que deixar faltar. No mundo dos negócios, os bons gestores seguem a regra de 4×1 (quatro por um), ou seja, para cada correção, quatro elogios e reconhecimentos. Essa dose pode ser também utilizada na educação e formação de filhos altamente motivados e preparados para vencerem em todas as frentes. O fruto da diligencia e trabalho árduo de Isaque, aliado a viver na aliança do Todo Poderoso, que o abençoava, trouxe-lhe recompensas progressivas; ele engrandeceu e ia enriquecendo mais e mais até se tornar poderoso. Isso, é maravilhoso. Ele herdou uma fortuna, e com o seu trabalho e a benção do Senhor ele construiu outra fortuna, a sua própria. Ele não foi um parasita, vivendo na sombra e dos esforços do pai, mas administrou bem o que herdou e com seu trabalho fez seu próprio nome e ganhou o respeito de todos. Como já disse antes, alguém pode nascer rico e herdeiro de muita coisa, mas não nasce preguiçoso e mal caráter, perdulário e desperdiçador, isso é aprendido pela falta de disciplina e falta de correção. O valor do trabalho, não é apenas para levantar o sustento e a sobrevivência. É mordomia!

Senhor, obrigado por lições tão maravilhosas da vida de pessoas que verdadeiramente andaram contigo e deixaram uma história e um testemunho de vida e de fé; aprenderam a andar em aliança contigo e experimentaram a tua provisão de fartura, riqueza e abundancia, mesmo que já tinham muito, mas eles estavam construindo um legado que só a eternidade pode revelar tudo. Somos gratos pela herança que recebemos pela fé em Cristo, em nome de quem vivemos para tua honra e glória. Amém.

Pr Jason

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s