Não Mais Jacó, Agora é Israel!

Meditação do dia: 05/11/2019

  E disse-lhe Deus: O teu nome é Jacó; não te chamarás mais Jacó, mas Israel será o teu nome. E chamou-lhe Israel.” (Gn 35.10)

 Não Mais Jacó, Agora é Israel – Os nomes tem força, mas o dono do nome pode imprimir poder e autoridade ao seu nome, além da força natural do significado. Sempre que ouvimos um nome, desses fortes, marcantes, a associação é imediata e também já se determina as diferenças. Quando encontramos alguém de nome Jesus, que é muito mais popular nos povos de fala espanhol do que nos de fala portuguesa; já de pronto sabemos que é um “genérico,” e torcemos para que seja uma boa pessoa de bom caráter, porque não cai bem esse nome para pessoas de caráter e conduta duvidosa. Nas culturas antigas, o processo de dar nomes a uma criança era uma forma levada bem à sério, porque além de ser uma forma de homenagear o momento da família, também poderia estar marcando um evento histórico de grande importância. Temos exemplos disso nas Escrituras Sagradas. E a Éber nasceram dois filhos: o nome de um foi Pelegue, porquanto em seus dias se repartiu a terra, e o nome do seu irmão foi Joctã (Gn 10.25). José o filho de Jacó, anos mais tarde, quando lhe nasceram os filhos ele, utilizou esse sistema para dar nomes aos seus filhos: E chamou José ao primogênito Manassés, porque disse: Deus me fez esquecer de todo o meu trabalho, e de toda a casa de meu pai. E ao segundo chamou Efraim; porque disse: Deus me fez crescer na terra da minha aflição (Gn 41.51,52). Outro pai famoso que lançou mão dessa tradição, foi Moisés, ao nasceu seus filhos, ele fez questão de lembrar pelos nomes deles a realidade de sua vida. A qual deu à luz um filho, a quem ele chamou Gérson, porque disse: Peregrino fui em terra estranha. E o outro se chamava Eliézer; porque disse: O Deus de meu pai foi por minha ajuda, e me livrou da espada de Faraó (Êx 2.22; 18). É uma forma de eternizar uma situação ou momento que não deve ser deixado no esquecimento; assim, sempre que aquela pessoa for chamada, ou seu nome mencionado, está sendo reiterado aquela intenção original. Daí a importância de colocar nomes com significados fortes, abençoadores e construtivos, proféticos para que construamos gerações com propósitos. Interessante que o Senhor ao abordar Jacó, lhe disse: “O teu nome é Jacó,” foi isso que seus pais viram nele e entenderam que deveria nomear e marcar a sua vida com tal característica, um suplantador, oportunista, trapaceiro, enganador – e essa foi a marca da primeira fase da vida dele. Mas desde que lutara com um anjo e prevalecera, ele demonstrou uma outra qualidade e característica tão firme e determinante, que merecia imprimir isso ao seu nome e foi assim que o anjo lhe dissera que agora seu nome seria outro – Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste” (Gn 32.28). Alguém que “como príncipe” lutou com Deus e com os homens. Veja que mudança! De trapaceiro e enganador, para uma condição de nobreza, como um príncipe ele lutou, de forma leal, nobre, com respeito as regras e a dignidade dele e do oponente e não só lutou, como prevaleceu. É digno de nota, que se alguém não for nobre de coração, no calor da luta e no desejo de vencer, ela abre mão da nobreza e se vale apenas do desejo de poder que a vitória concede. Para um nobre, vitória sem honra é pior que uma derrota. Lembremos, que estamos em luta constante e nossos adversários nem sempre são leais e dignos de honra, mas são eles que tem esses traços ruins de caráter, não nós! Somos do exército de Deus, somos soldados da luz, nossas armas não são carnais, mas espirituais e poderosas em Deus para nos levar a vitória. Não trapaceamos e depois justificamos: “Guerra é guerra! No amor e na guerra vale tudo!” Não! Definitivamente não! Não me venha com “…é melhor um covarde vivo do que um herói morto!” Lutamos pela causa da justiça! Fazemos o certo, porque é certo, lembra. O que eu e você fomos, já ficou no passado. Em Cristo, começamos uma nova história e com um final diferente, e muito melhor. Honre o seu novo nome, sua nova vida, e vença com verdade, justiça e honra.

Senhor, Deus dos Exércitos de Israel! Que nome mais poderoso é o nome do nosso Deus! Jesus, o nosso comandante, possui o nome mais alto, mais sublime até que os céus, é o nome sobre todo nome, que toda língua confessará e que todo joelho se dobrará! É nesse nome que alcançamos a vitória, por ele lutamos, por ele vencemos, por ele morremos e por ele vivemos e viveremos! É nesse nome que oramos, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s