Da Maneira Certa

Meditação do dia: 13/01/2020

 “E tomou José a ambos, a Efraim na sua mão direita, à esquerda de Israel, e Manassés na sua mão esquerda, à direita de Israel, e fê-los chegar a ele.” (Gn 48.13)

Da Maneira Certa – Do jeito certo depende do que estamos falando ou como as coisas são vistas em determinadas circunstancias. Quem o livro Senhores da Terra, de Don Richardson, sobre aqueles nativos lá da Papua, fica impressionado com aquela civilização que tinha os valores de traição, como uma grande virtude. Quanto maior a capacidade de trair um amigo ou pessoa de confiança, melhor era a pessoa. Não à toa que ao ouvirem o Evangelho, eles se apaixonaram logo de cara por Judas Iscariotes. Nas minha infância no interior de Goiás, recordo dos costumes dos antigos que eram repassados e aí de quem quebrasse um protocolo daqueles. Quando alguém passava uma faca para outra pessoa, ela sempre o fazia pegando na lâmina, para o receptor pegar o cabo. A explicação: Indica confiança e boa intenção. Um canivete deveria ser devolvido como recebido, se aberto ou fechado. Explicação: A pessoa entrega aberto, é sorte aberta ou boa; fechado, também é não te desejando sorte. Quando adultos bebiam, vinho ou pinga etc. e um menor desejasse beber e fosse permitido dar para que experimentasse (um dose bem pequena), eles não entregavam na mão dela, mas colocavam o copo no chão, explicando que ela recebera da mão de um adulto porque isso não era permitido e que ela não estava autorizada a beber. Sempre que um vizinho ou amigo enviava um presente, se viesse numa vasilha retornável, teria que devolver com alguma coisa, como forma de gratidão e reconhecimento. Entre nós, sempre damos prioridade e preferencia para as crianças, na alimentação, se não houver para todos, então só elas recebem. Entre indígenas e povos sertanejos, ribeirinhos amazônicos e alguns outros, na escassez de alimentos, a preferencia é do provedor da casa. A idéia é que ele precisa para providenciar para os demais. Nesse texto, para hoje, Israel pediu que os meninos de José fossem levados a ela para os abençoarem e assim, oficialmente receberem a condição de filhos de Israel, para serem contados com os demais; José sabia como a tradição exigia, que o mais velho deveria estar sob a mão direita e o mais novo sob à esquerda do abençoador, em caso de bênção simultânea. Foi assim que ele procedeu, respeitando as normas convencionais dos costumes entre todos os povos. Pode isso não parecer importante, ainda mais nos nossos dias, quando a mentalidade Pós-Moderna, não reconhece e não respeita nenhum modelo estabelecido e não suporta valores absolutos, como autoridade, Deus, família, verdade, etc. Enquanto para os mais velhos, certas formalidades são importantes, sendo consideradas as ausências delas como desrespeito e irreverencia; para outros, a bênção sim, é que é importante, como ela acontece não. Nossa fé e nossas práticas, são sim, baseadas na Palavra de Deus, que como Ele é eterna e imutável. Aceitamos e negociamos aspectos temporais e culturais, mas nunca, jamais os de valores eternos ou doutrinários essenciais. Nisso, somos ortodoxos. Por exemplo: oração – orar é importante, mais do que a posição ou local onde se ora. Até nisso, precisamos ser cheios do Espírito Santo e buscar discernimento para não fazermos de nossas preferencias a regra e assim violar a verdade divina. Cuidado com dar mais atenção ao exterior do que o interior, ou em nome de um desfazer o outro. A comunhão permite uma intimidade com Deus e acesso constante à sala do trono, mas precisa ser lembrado, que quem está no trono e é Senhor da sala, ainda é o Onipotente, Todo Poderoso, o Altíssimo. Intimidade aqui não é sinônimo de irreverencia e desrespeito. Temperar bem as palavras que se fala com familiares, crianças, filhos e pessoas sob nossa autoridade e influencia é coisa séria. Religiosidade e espiritualidade são coisas muito diferentes e podem até estar em extremos opostos.

Pai, a tua graça é maravilhosa e suficiente para nos guardar e manter abençoados. Os povos e seus costumes não estão acima da verdade revelada na tua Palavra. Cremos no teu caráter santo, justo e perfeito e pedimos sabedoria dos céus para lidarmos com as coisas temporais e passageiras, que servem de canais para certas realizações, mas só a verdade e justiça devem prevalecer em nossos atos. Somos gratos pela liderança e direção do Espírito Santo que está conosco para nos guiar a toda a verdade e agradar em tudo aquele que fez tudo por nossa salvação e crescimento. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s