A Saga de Simeão e Levi

Meditação do dia: 25/01/2020

 “Simeão e Levi são irmãos; as suas espadas são instrumentos de violência.” (Gn 49.5)

A Saga de Simeão e Levi – Nossas ações tem peso e as consequencias são inevitáveis, por mais que se pense que o tempo apaga tudo e as coisas ficarão bem. Israel reuniu seus filhos para profetizar sobre eles o futuro que lhes aguardava, em curto, médio e longo tempo de alcance. Por razões que só a eternidade pode trazer à plena luz, sobre os dois filhos ele descreveu o caráter deles e as ações que lhes caracterizaram dentro da família. Grande parte das citações do pai, foram acontecimentos na crise que envolveu Diná, a irmã deles, assim que eles estavam entrando em Canaã. Ela se envolveu ou foi envolvida com um jovem local e as consequências foram desastrosas, culminando com o extermínio de toda a população da cidade, liderados, claro, por Simeão e Levi. Na ocasião eles justificaram diante de Jacó, seu pai, da seguinte forma: E eles disseram: Devia ele tratar a nossa irmã como a uma prostituta? (Gn 34.31). Estamos tratando aqui do chamado “crime de honra;” quando em nome de um suposto direito de lavar a honra pessoal, familiar ou de situações de interesse, a pessoa se dá o direito de cometer crimes e atrocidades em vingança desmedida. Dizem que um mal nuca vem sozinho, mas que um abismo chama outro; foi o que aconteceu com esses rapazes, que em nome de zelar pela honra da irmã, eles premeditaram atos violentos, usando de engano e dolo, para acometer uma cidade inteira, saqueando e pilhando os bens e propriedades de maneira muito hostil. Isso afetou a vida de todos eles, especialmente do pai, que era o líder do grupo familiar e estava de chegada na terra e o seu cartão de visitas não foi nada desejável. Na palavra do pai, ele novamente distinguiu a identidade deles do seu comportamento que ele considerou totalmente reprovável e do qual ele se negava a participar e dar cobertura. No seu secreto conselho não entre minha alma, com a sua congregação minha glória não se ajunte; porque no seu furor mataram homens, e na sua teima arrebataram bois. Maldito seja o seu furor, pois era forte, e a sua ira, pois era dura; eu os dividirei em Jacó, e os espalharei em Israel (49.6,7). Israel disse que os dividiria e os espalharia entre a nação; foi uma palavra profética que se evidenciou quando eles distribuíram as porções entre as tribos. Simeão recebeu uma porção, mas por motivos outros, ele ficou misturado com outra tribo e ficou diluído na nação. Levi, recebeu o sacerdócio e assim deixou de ser uma das doze tribos com propriedades tribais, recebendo apenas o suficiente para viverem espalhados entre as demais tribos, cumprindo a função sacerdotal para toda a nação. Vejam que Israel não reprovou seus filhos, mas as ações erradas deles e não poupou a disciplina, incluindo até o destino final e eterno deles como tribo. Laços de sangue são muito fortes, são importantes, necessários e devem ser respeitados e protegidos. Contudo, a herança espiritual de cada indivíduo, tem a ver com a eternidade e os propósitos eternos de Deus, que são imutáveis e intrasferíveis. O senso de justiça e retidão do servo de Deus, deve prevalecer quando houver um conflito de interesses, ao tratar a verdade e a justiça e detrimento dos laços afetivos, familiares e institucionais. Para Deus, a verdade é a verdade; a justiça é a justiça e retidão é retidão, não importa quem quer que seja. Não existe o “jeitinho,” acomodar o erro, porque foi alguém dos nossos. A versão mais exata disso é a descrição na redenção: Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? (Rm 8.32).

Pai, o teu modo de ensinar é maravilhoso porque alia a teoria com a verdade prática que sempre marca o teu agir. Nunca pedes de nós, os teus filhos, algo que tu mesmo já não o experimentou primeiro. O teu caráter santo e justo, não nos ordena fazer algo impossível ou que não tenhamos condições de fazer. Justo é o Senhor em todos os teus caminhos e santo em todas as tuas obras. Celebramos o relacionamento com a tua verdade que permanece para sempre. Em nome de Jesus, amém.

Pr Jason

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s